28º RANKING DE CORRIDAS JF: Líderes gerais e por equipes definem estratégias para chegar ao título

* Reportagem: Priscila Oliveira ; Fotos: Hugo Keyler

DSCF8282

2ª Volta da Deusdedith foi um divisor de águas na classificação parcial do 28º Ranking

Com nove provas disputadas e restando apenas quatro para o encerramento do 28º Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora, líderes gerais e por equipes traçam metas para garantir o título da temporada. As movimentações mais expressivas acontecem desde o final de agosto, com a divulgação parcial dos resultados até a 2ª Volta da Deusdeth. No geral masculino, enquanto Eberth Silva (Vidativa/ Fripai/ Pop Kids/ Fullife/ Camilo dos Santos) e Jocemar Corrêa (Vidativa/ Duduxo/ Client) mantém dobradinha em primeiro e segundo lugares, com 266 e 230 pontos, respectivamente, Edson do Nascimento (SaúdePerformance) segue em 3º, mas a 4ª e 5ª vagas para o pódio final da categoria sofrem alterações – Edevaldo da Silva (Chacarense) passa da quarta para a quinta posição com 111 pontos, deixando o lugar para Felipe Henrique Fernandes (Viva Sport Club), que ascende do sexto, com 122; Antônio José Gonçalves (SaúdePerformance), então em quinto, cai para o décimo, com 78. A atual pontuação é baseada na soma dos resultados até a 5ª Corrida 2 de Ouro.

Clique AQUI para conferir a classificação parcial do geral masculino.

Foco no Ranking e nas Olimpíadas de 2016

Natural de Coronel Pacheco e integrante do Ranking de Juiz de Fora desde 2008 (mas longe das disputas nos dois anos seguintes), Eberth se inspira no campeonato de 2012 para manter a busca por bons resultados, sem se esquecer do 7º lugar geral do calendário em 2011 e do 4º no ano passado, ambos sem participar de todas as provas. “Acho que é muito cedo para comemorar. Tenho uma pequena vantagem, mas ainda tem muitas provas até o final. Mesmo assim, estou muito contente com meu desempenho até aqui. Agora é continuar focado ao máximo para tentar fazer o melhor nas próximas etapas”, revela.

SAM_0746

Jocemar Corrêa a Eberth Silva mantém dobradinha praticamente invicta desde o início da temporada

Ele ainda comenta a dobradinha com o colega de equipe. “Com certeza, fico muito feliz. Independente das posições que chegamos, o foco maior é representar bem a Vidativa”. Já o amigo, campeão do Ranking no ano passado, 2º colocado em oito das nove provas deste ano e dono de um 3º lugar na Meia Maratona da cidade, Jocemar mantém os pés no chão quanto à reta final da temporada.

“Acho que ainda dá para buscar o título, mas só vou ganhar se o Eberth faltar alguma corrida. Mesmo assim, se eu ganhar as últimas quatro provas e ele ficar em segundo, ainda vai ser campeão. Mas, a esperança é a última que morre. Vou me dedicar até o final e, se Deus quiser, quem sabe eu consiga… Está nas mãos ‘dEle’. Meu foco principal agora é 2015, porque estou tentando ficar por conta das corridas que vão pontuar para as Olimpíadas de 2016. Conversei com meu treinador e sei que não é impossível estar lá. Sonho em chegar entre os cinco da São Silvestre, da Meia Internacional de Belo Horizonte e da Maratona de Nova York um dia. Então, é isso que me motiva mais. Mesmo não tendo apoio direito, às vezes, vou pedindo a Deus todos os dias para não deixar esse sonho se apagar, pois é isso que me coloca de pé”.

Reviravolta feminina

Na classificação feminina, o momento também é de reviravolta. Enquanto Zirlene Santos (SaúdePerformance) mantém a liderança desde a corrida na Avenida Deusdedith Salgado, com saldo de três vitórias, três vices, um 3º e um 4º lugares – totalizando 266 pontos – , Débora Santos (Clube Bom Pastor, 163) passa da 2ª para a 4ª colocação, deixando a vice-liderança com Amanda Oliveira (Real Mercês / Viva Sport Club, 182), que aparecia em 3º. Andriléia do Carmo (Gemacom Tech / Bio Forma, 166), remanescente da 5ª posição, assume a terceira e Mariângela Jenevain (Gemacom Tech, 133), outrora em 4º, aparece em 5º, completando a lista das cinco primeiras colocadas.

Nascida em Divinópolis, mas com residência fixa em Juiz de Fora, onde também atua como professora de educação física, Zirlene busca sua primeira vitória geral na rústica local com muita dedicação e, principalmente, respeito às “concorrentes”.

lideres ranking debora, amanda, zirlene, andrieleia e nathalia podio speed of sound - hugo keyler

Pódio da Speed Of Sound é um retrato quase fiel da disputa feminina, com Zirlene (1), Amanda (2), Andriléia (3) e Débora (4) nas primeiras vagas. Natália (5), em 6º, ocupa o “lugar” de Mariângela

“Disputo as corridas daqui desde 1998 e nunca ganhei. Já fiquei em 2º, 3º… Quando corria bem, em 1999, 2000, eu poderia ter ganho, mas não competia todas as provas porque priorizava as que davam premiação em dinheiro. Depois, teve uma época que reduzi os treinos, pois estava fazendo mestrado em São Paulo. Quando retornei, reduzi. Mas, ano passado, estava com tempo para treinar e falei para mim mesma que iria fazer isso para ganhar o ranking deste ano. Estou na liderança, porém, tranquila em relação à pontuação. Tenho trabalhado muito e voltei a ter pouco tempo para os treinos, o que me prejudica, pois sinto que não estou no mesmo ritmo. Mas, vou fazer o possível para continuar liderando e conquistar esse ‘título’ que me falta. Me dou bem com minhas ‘adversárias’, Amanda e Andriléia, e também torço por elas. Mesmo assim, ainda espero dar entrevista de campeã no final do Ranking”, brinca.

Em contrapartida, a jovem Amanda, de 17 anos, representante de Mercês com duas vitórias, três vices e dois terceiros lugares, acredita que o que vier daqui para frente é lucro, já que essa é apenas sua primeira participação no calendário juiz-forano. “Ganhei um papel com os resultados, somei os pontos e vi que estava em segundo. Não esperava que isso fosse acontecer, mas também não posso perder a esperança de ganhar. Se eu continuar assim, está ótimo. Os treinos estão indo bem, mas sei que ainda preciso melhorar. Vou começar pela Corrida da Ascomcer. Como é um percurso mais curto, vou tentar me destacar mais”, revela.

Clique AQUI para conferir a classificação parcial do geral feminino.

lideres do ranking super amigos 2 de ouro - hugo keyler

Premiação da 5ª 2 de Ouro retratou situação das equipes masculinas: Super Amigos em 1º, Vidativa em 2º e SaúdePerformance em 3º

Desfazendo um mal entendido

Grupo de corredores que tem sua história praticamente confundida com a do Ranking de Juiz de Fora, com 14 títulos de campeã masculina por equipe em quase 25 anos de trajetória, a Super Amigos caminha para mais um título – ao todo, são 2.648 pontos contra 2.321 da Vidativa (2º) e 2.163 da SaúdePerformance (3º). “Na realidade, nossa vantagem é relativa porque, apesar de termos mais de duzentos pontos de diferença, se a gente não pontuar em alguma corrida, o segundo colocado apanha nossa posição. Estamos mantendo um padrão desde a primeira corrida, tentando desfazer uma ‘má impressão’ que ficou no ano passado, quando chegamos a brigar pelo título, mas depois relaxamos e não ficamos nem entre os três primeiros colocados. Por isso, começamos o ano com a equipe reformulada e empenhada em dar o melhor de si. E, tem dado certo desde a primeira prova, quando ficamos em terceiro lugar. Posteriormente, ficamos em segundo e, de lá para cá, ficamos em primeiro em todas as provas. Então, não há muita mudança a ser feita; é, basicamente, manter o que está dando certo para garantir esses pontos até o final”, destaca um dos responsáveis pela equipe, Fernando Costa.

Clique AQUI para ver a classificação parcial das equipes masculinas.

Veteranas de expressão

Completando a classificação dos líderes parciais do 28º Ranking de Juiz de Fora, a Gemacom Tech também se mantém em primeiro, com 2.862 pontos e expressiva vantagem sobre a segunda e terceira colocadas das equipes femininas: SaúdePerformance (2.396) e Clube Bom Pastor (1.956), respectivamente. Segundo a “porta-voz” do grupo, Rita de Castro, um dos principais motivos para a boa atuação é a constante renovação das atletas, agregada à experiência da maioria delas em provas não só na cidade, mas por todo o país.

líderes ranking saúdeperformance, gemacon tech e clube bom pastor - hugo keyler

Igual à 5ª Camilo dos Santos: Gemacon Tech, SaúdePerformance e Clube Bom Pastor são as primeiras equipes femininas

“Somos um grupo de veteranas, onde as principais corredoras já passaram dos 40 anos. Tem muita menina nova vindo aí, então, a gente tem que respeitar a idade delas, e a nossa. A estratégia para ganhar este ano é fazer todas chegarem uma atrás da outra, para não ter buraco na equipe. É assim que pretendemos continuar até a última prova”, reforça. Como as integrantes do grupo não moram perto umas das outras, a alternativa encontrada para manter os assuntos esportivos em dia é fazer com que todas elas se reúnam pelo menos uma vez por mês para um treino conjunto. Com essa fórmula, a equipe já comemora dez títulos de campeã por equipe feminina.

Clique AQUI para conferir a classificação parcial das equipes femininas.

Próximas e últimas

Com um total de treze etapas, o 28º Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora entra na fase final neste domingo, 19, às 8h, com a realização da 2ª Corrida Solidária da Ascomcer – pela primeira vez no calendário oficial. Em 09 de novembro, substituindo o XTerra Camp na temporada, acontece a primeira edição da Alphaville Run, enquanto a 3ª Corrida da Mercedes volta a figurar entre as rústicas da cidade, no dia 23. Já o grande encerramento da competição está marcado para 07 de dezembro, na XV Corrida do Asfalto de Chácara.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *