3º DESAFIO DA SERRA: Corredores e ciclistas de montanha estão preparados para aventura em Ibitipoca

Atleta xx no MTB (Foto: Divulgação)

Atleta Paulo Victor Almas no MTB (Foto: Divulgação / Super+Ação)

Quatro provas, quatro aventuras e um dia inteiro de integração com a natureza por trilhas que podem chegar a 1.367 metros de altitude entre o município de Lima Duarte e o distrito de Conceição de Ibitipoca, na Zona da Mata mineira. Esses são os atrativos que tornam a contagem regressiva para o 3º Desafio da Serra, no próximo dia 26, ainda mais atraente. Este ano, a principal novidade do evento, voltado “somente para os fortes” – segundo definição dos organizadores, são 18km de corrida de montanha agregados aos já tradicionais 32km da mesma modalidade, do trekking e do mountain bike.

Os atletas que ainda não confirmaram presença devem ficar atentos, pois o número de vagas é limitado em 290. As inscrições seguem até dia 23 pelo site do Desafio ou nas lojas TerraBike, em Juiz de Fora (Rua Roberto de Barros, 200, Centro, ou Ladeira Alexandre Leonel, 211 – Spazio Design, São Mateus). “Não garantimos cadastros na hora. Por isso, quanto mais rápido as pessoas fizerem, melhor. Já estamos chegando ao nosso limite, que é de 50 nos 18km e 80 para MTB, trekking e corrida de montanha”, afirma Wanderson Cezano, um dos responsáveis pela organização.

Os irmãos José Geraldo e Paulo Cezar Souza (Foto: Hugo Keyler)

Os irmãos José Geraldo e Paulo Cezar Souza (Foto: Hugo Keyler)

Em família

Limaduartino de nascença, 18º classificado geral e campeão dos 32km da corrida de montanha do ano passado, com 03:08:23, José Geraldo de Souza (Agip Lanches / Super Amigos) lembra com carinho da prova. “Por ser na minha terra, eu quis escrever meu nome na história. Comentei que ia para ganhar e treinei com pressão. Até ia sair mais leve quando cheguei, mas o pessoal saiu mais forte e eu fui para cima. Fiz 29km correndo, caminhei 3km no final, porque peguei uma gripe forte dois dias antes, e ainda cheguei 20 minutos na frente do segundo colocado (Heraldo Maciel, 03:28:06)”.

Ausente nessa edição pela coincidência de datas com a Maratona do Rio, o atleta se empolga com a presença do irmão no novo circuito. “Não sei se ele vai me representar bem, mas espero que faça bonito. É uma corrida desafiadora mesmo. O pessoal tem que se preparar bastante, é muita montanha”, comenta.

Em resposta, o também corredor Paulo Cezar Souza (Agip Lanches / Inspire), estreante nesse tipo de prova, não se intimida ao encarar o percurso mais longo. “Nessa altura da vida, busco quebrar recordes e me sinto muito bem preparado física e emocionalmente. Estou treinando bastante e minha previsão inicial é de concluir a corrida em cinco horas, mas pode ser que eu tente uma colocação melhor. A priori, quero aproveitar o percurso. Vou correr com um amigo e nossa intenção é fazer Ibitipoca, Pico da Bandeira e Caminho da Fé, que são quinze dias na estrada e 430km até Aparecida (SP)”.

Evandro Chicanele (Foto: arquivo pessoal)

Evandro Chicanele (Foto: arquivo pessoal)

JF Mountain Club

Quem também está ansioso para estrear nos 32km da corrida é o representante de Juiz de Fora, Evandro Chicanele (Viva Sport / JF Mountain Club / Powerline / Sabor Bem Mineiro). Apaixonado pela modalidade, ele se prepara para o Desafio desde o início do ano, quando começou a participar e a ter bons resultados no Campeonato Carioca de Corridas de Montanha.

“No final do ano passado, botei na cabeça que queria fazer uma prova de resistência, sem conhecer as montanhas antes. Depois da primeira corrida, vi que meu negócio é morro. Falei para a minha treinadora (Viviany Anderson) que meu negócio é trilha, mato, natureza. Ibitipoca é um lugar mágico. Estou bem confiante em ter um ótimo resultado, seguindo a planilha e o principal: não machucando”, antecipa.

Thais Matioli em Ibitipoca, no 2º Desafio (Foto: Divulgação / Superação JF)

Thais Matioli em Ibitipoca, no 2º Desafio (Foto: Divulgação / Super+Ação)

A juizforana e colega de equipe, Thais Matioli, quer transformar a experiência adquirida nas duas primeiras edições numa nova oportunidade de fazer bonito entre as atletas da corrida mais longa.

“É uma prova muito dura, muito desgastante, com vários morros íngremes e subidas intermináveis, que nos fazem chegar ao próprio limite. Gosto dessa ideia de desafiar corpo e mente. No primeiro ano, consegui a primeira colocação geral feminino, já no ano passado, fiquei em terceiro. Minha expectativa é sempre superar a mim mesma”.

José Roberto Maia, destaque da Sub-17 (Foto: Divulgação)

José Roberto Maia, destaque da Sub-17 (Foto: Divulgação / Super+Ação)

Feras do MTB

Natural de Santos (SP), mas morador de Lima Duarte, o jovem ciclista José Roberto Maia, de 15 anos, aproveita a quarta posição na categoria Sub-17 da Marathon XCP do Panamericano de Mountain Bike 2014, em Barbacena, para correr atrás de resultados ainda melhores em Ibitipoca, mais uma vez.

“No ano passado, eu me preparei muito. Treinei com o Washington (Rodrigues), que foi primeiro geral (02:22:19), e com o Marcos Carvalho, que chegou em segundo (02:27:05). Fiquei em primeiro na categoria Sub-18 e em sétimo geral. Foi show. Dessa vez, minha expectativa é ser primeiro na faixa de novo e conseguir uma boa classifcação geral”, destaca.

Pronta para voltar à terra natal, a ciclista limaduartina Rosane Barros não abre mão de percorrer mais de 500km de Vila Velha (ES) à Serra de Ibitipoca, especialmente para se aventurar no MTB . Ela acumula a primeira colocação na prova feminina de 2012 e segunda na faixa 40-50 do ano passado.

Direto de Vila Velha (ES), Rosane Barros (Foto: Divulgação)

Direto de Vila Velha (ES), Rosane Barros (Foto: Divulgação / Super+Ação)

“É desafiador de verdade. A gente rompe os limites, vai  além, sem falar da beleza do lugar e da organização, que são nota dez. Gosto muito desse tipo de esporte, pois faço uma ligação direta com minha vida. Lembro de todas as dificuldades que venci, penso nos meus sonhos e vejo como sou forte. Na hora da prova, foco no problema que estiver passando e, quando acaba, sempre tenho a solução, seja ele pequeno ou grande. O Desafio não é importante somente pelo bem físico, mas pelo emocional, afetivo e equilíbrio mental também”, destaca.

Roberta Stopa (Foto: Divulgação)

Roberta Stopa (Foto: Divulgação)

Quem integra o time de “feras” nas disputas do mountain bike é a atleta da Elite nacional e internacional, Roberta Stopa (Damatta / Dabomb / X-Fusion), de Juiz de Fora. Essa é a estreia dela nos 32km pela Serra.

“Não conheço muito da prova, mas, pelo que sei da região, esses quilômetros serão pesados. Se chover, então, nem se fala… O que me motivou a participar foram minhas alunas, poder correr sem compromisso, cobranças e curtir o MTB de uma outra forma”.

Dica do organizador

Educador físico que também responde pela organização, Fabiano Guedin afirma que a preparação para o Desafio da Serra é fundamental. “32km podem parecer pouco, mas o trajeto é muito inclinado e num terreno bastante acidentado, margeando o Parque Estadual. Saímos da estrada que liga Lima Duarte a Conceição de Ibitipoca e passamos por estradas de fazendas que ligam ao distrito de São José dos Lopes (largada da prova de 18km). O atleta chega ao topo mais alto por uma trilha incrível, uma maneira deslumbrante de superar seus desafios. É uma prova bastante puxada, muito íngreme, com single trekkings, lugares escorregadios e água. Por isso, a preparação é de extrema importância”, encerra.

Além dos 18km de corrida de montanha, outras novidades são que o trekking conta pontos para a tradicional Gincana Cultural de Lima Duarte, em novembro, e o tempo de prova é encerrado na Vila de Conceição de Ibitipoca, e não no Casarão, como nos anos anteriores.

O 3º Desafio da Serra é realizado pelo Centro de Ginástica e Treinamento Saúde e Movimento, e a Secretaria de Turismo e Cultura de Lima Duarte. O evento tem parceria com Chalés Ibitiaçu, Ibitipoca Off Road, Circuito Turístico Serras de Ibitipoca e Pousada, Cama & Café Canela da Ema, e recebe apoio da Polícia Militar de Minas Gerais, América Indústria Gráfica, Fullife Nutrition, TerraBike, Superação JF e Rumo Certo.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *