MEDICINA: A cura está dentro de nós

a cura está dentro de nós - rep vita saúde

Imagem: Reprodução / Vita Saúde

Tenho uma cliente muito querida – portadora de uma enxaqueca daquelas – que, há alguns meses, está se tratando comigo com sessões semanais de acupuntura. As crises já não vinham com tanta intensidade e frequência, não sendo necessário mais o uso de medicamentos. Mas, faltava algo mais.

Sempre conversávamos sobre a cobrança que ela tinha no trabalho e a tensão que isso lhe causava. Chegamos à conclusão que, hoje em dia, nesses tempos de “gestão administrativa e metas de produção”, a cobrança era uma coisa normal em qualquer atividade profissional.

Até que um dia, ela chegou diferente. Seus olhos brilhavam, estava corada e com a expressão tranquila. Deitou-se na maca de tratamento e disse:

- Dr. Fernando, não sei o que você fez na última sessão, mas, desde então, me sinto muito bem, feliz e sem dor. Até meu trabalho está fluindo melhor… Eu percebi que, na verdade, a cobrança era muito mais interna do que externa. Estou conseguindo relaxar mais… Percebi que estava sendo muito rígida comigo mesma.

Expliquei que eu havia apenas dado sequência ao tratamento e que essa melhora já era esperada. Os bons resultados estavam lhe proporcionando a oportunidade de mudança de suas atitudes, alterando o seu padrão mental. Ela havia atingido o equilíbrio e, consequentemente, a diminuição do “stress”. Seu corpo estava agradecendo, fazendo-a se sentir melhor. A acupuntura, com certeza, ajudou nesse processo. Mas, como?

a cura está dentro de nós - rep blog de caso com a medicina

Imagem: Reprodução / blog De caso com a medicina

Todos nós temos uma inteligência interna que mantém o nosso organismo vivo, sem que para isso tenhamos que nos preocupar. Um bom exemplo é quando, por acidente, ferimos a nossa pele com uma faca de cozinha. O corte estimula uma resposta específica do nosso organismo, que mobiliza mecanismos para cicatrizar o ferimento sem que tenhamos consciência do que está acontecendo. É essencial, entretanto, fazer nossa parte, lavando a ferida e, até mesmo, procurando auxílio médico para contenção do sangramento, quando necessário.

Com a acupuntura é mais ou menos assim, pois ocorre um pequeno ferimento na pele do indivíduo quando as agulhas são inseridas. Só que esse tipo de estímulo provoca um outro tipo de resposta no organismo, diferente daquela provocada pela faca de cozinha. Algumas fibras nervosas da pele levam esse estímulo para a medula espinhal e para o cérebro, que respondem com a liberação de uma série de substâncias – analgésicas, anti-inflamatórias, relaxantes musculares, ansiolíticas e antidepressivas –, promovendo uma melhora global da pessoa.

Saúde em equilíbrio, esse é o objetivo!

Dr. Fernando Mascarenhas Duarte Mendes
Médico Especialista em Acupuntura e Ortopedia
CRM – 25937 / Tel: (32) 3214-5805
drfernandomascarenhas@yahoo.com.br

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *