Aos 14 anos, juiz-forano Rodrigo Rezende é campeão Sul-Americano de Ginástica

* Priscila Oliveira ; Fotos: Divulgação

Seguindo o cronograma de bons resultados nesta temporada pela categoria infanto-juvenil, o juiz-forano Rodrigo Rezende (Cultura Inglesa, Café Café/ Farmed), de 14 anos, acaba de conquistar mais um título importante: o de campeão Sul-Americano de Ginástica pela modalidade tumbling. Representante da equipe Clube Bom Pastor, ele alcançou a marca no final de semana passado, durante as competições em Paipa, na Colômbia.

rodrigo sulamericano com deber - pessoal

Agora Rodrigo Rezende e o treinador, Deber Zambelli, voltam as atenções para o Campeonato Mundial, em novembro

“Gostei bastante. Era o que eu queria, o que eu estava esperando. Agora meu pensamento é treinar bastante e repetir o resultado para garantir uma boa colocação no Mundial também”, antecipou o atleta sobre o próximo desafio, em Sófia, na Bulgária, durante o mês de novembro.

Segundo o responsável pelos treinos do ginasta, Deber Zambelli, apesar de contratempos, o saldo nas disputas colombianas foi positivo. “No aparelho duplo mini trampolim, o Rodrigo sentiu dores no pé, impossibilitando-o de saltar, mas foi medicado e agora já está bem. A altitude atrapalhou todos os ginastas; eles cansavam muito rápido. Aqui é 1.000m mais alto do que Bogotá, mas o mais importante é que o ouro já está na mala. Isso confirma que este ano ele foi o melhor no tumbling“.

Foco na Bulgária

Bicampeão brasileiro e medalhista de bronze no Pan-Americano do ano passado, também na Colômbia, Rezende soube enfrentar os desafios com bravura. ”No terceiro dia é que foi pior – falta de ar, nariz seco etc. É muito estranho querer respirar e não conseguir. Em duas horas de treino só conseguíamos fazer 35 minutos. Parecia uma eternidade… Ano que vem o Sul-Americano está inclinado a ser no Brasil, em Ouro Preto, e o Pan, nos Estados Unidos”, antecipou o treinador.

Passada a experiência, Zambelli demostrou uma preocupação a menos para o Mundial, no início da tarde desta segunda-feira, 18, pouco antes de embarcar de volta para o Brasil com Rodrigo. “Que venha a Bulgária. Estamos muito animados! Vamos chegar um dia antes. Vai estar frio, mas não vamos ter problema com isso, porque lá é tudo calafetado (vedado), mantendo a temperatura ambiente do ginásio”.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *