ARTIGO: Dez passos para uma alimentação saudável

Uma alimentação saudável é fundamental para manter o bom funcionamento do organismo, proporcionar maior qualidade de vida e reduzir o risco de doenças cônicas, como obesidade, doenças cardiovasculares e até câncer. Ter uma alimentação saudável não significa “abrir mão” de alimentos gostosos ou ser “escravo” de dietas – muitas vezes restritas e desequilibradas. Simplesmente, basta que a alimentação seja variada, harmônica em quantidade e qualidade, e naturalmente colorida.

Confira os Dez Passos para uma Alimentação Saudável* e incorpore essas orientações no seu dia a dia e de toda a sua família.
1. Faça pelo menos quatro refeições (café da manhã, almoço lanche e jantar) por dia. O ideal é comer de 3 em 3 horas. Esse hábito vai ajudar você a controlar o peso corporal, uma vez que o estômago não ficará muito tempo vazio e você não ira exagerar na quantidade de alimentos quando comer.
2. Prefira cereais e grãos integrais (aveia, arroz integral, trigo, milho, pães integrais etc.). Esses alimentos são fontes de energia e possuem fibras, que aumentam a saciedade, melhoram o funcionamento do intestino e ajudam a controlar várias doenças, como o colesterol alto.
3. Aumente o consumo e a variedade de frutas, legumes e verduras. Elas são ricas em vitaminas, minerais e fibras. Inclua esses alimentos em todas as refeições e lanches do dia. Faça um prato colorido!
4. Como feijão com arroz pelo menos 5 vezes por semana. Misture uma parte de feijão para duas partes de arroz cozido. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde!
5. Inclua leite e derivados, carnes, frango, peixes e ovos. Leite e derivados (queijos e iogurtes) são as principais fontes de cálcio na alimentação. Os adultos devem preferir os desnatados. Carnes, aves, peixes e ovos são fontes de proteínas de alta qualidade, minerais e vitaminas. Prefira carnes magras e aves sem pele. E não se esqueça de que, mesmo sem gordura aparente, o consumo de carnes deve ser controlado.
6. Reduza o consumo de óleos, margarina, manteiga e alimentos gordurosos. Carnes com gordura aparente, salsicha, linguiça, salame, salgadinhos, frituras e queijos amarelos podem ser consumidos, no máximo, uma vez por semana, Prefira assar, cozinhar e grelhar os alimentos.
7. Evite refrigerantes, bolos e biscoitos recheados. Sobremesas doces e outras guloseimas devem ser consumidos, no máximo, uma vez por semana. Valorize o sabor natural dos alimentos e das bebidas, evitando ou reduzindo o açúcar adicionado a eles.
8. Reduza o consumo de sal. Tire o saleiro da mesa. Evite temperos prontos, alimentos enlatados, conservas (picles, azeitonas, palmito e outros) e embutidos (salame, hambúrguer, salsicha etc.). Use ervas frescas para realçar o sabor.

9. Beba bastante água nos intervalos das refeições. Ela é essencial para o bom funcionamento do organismo em todas as idades. Lembre-se de que refrigerantes, sucos industrializados e café não substituem a água!

10. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo. Mantenha o peso dentro dos limites saudáveis. Para a promoção da saúde, é imprescindível associar alimentação com outros hábitos de vida saudáveis!
Comece escolhendo aquela orientação que lhe pareça mais fácil adotar e procure segui-la todos os dias. Quando sentir que o passo já faz parte da sua rotina, siga para o próximo passo. Atenção: caso você tenha alguma doença, como diabetes, hipertensão, colesterol alto e necessite de orientação nutricional específica, procure um nutricionista.
Fabiana Ghetti
Nutricionista / CRN9:1912
* Adaptado do Ministério da Saúde
Imagens: reprodução web

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *