Atleta de JF busca patrocínio e vende rifas para disputar Mundial de Taekwondo, no Egito

* Priscila Oliveira ; Fotos: arquivo pessoal

dani vitória medalhas

Aos 14 anos e na categoria Cadete, Danielly Vitória já é faixa preta, além de tricampeã mineira e bicampeã brasileira de Taekwondo

O Campeonato Mundial de Taekwondo acontece entre os dias 24 e 27 de agosto, no Egito, e, para chegar até lá, a jovem atleta juiz-forana Danielly Vitória, de 14 anos, vive uma verdadeira luta fora dos tatames: corre contra o tempo para conseguir patrocínio e realizar o grande sonho de uma trajetória que começou quando ainda dividia suas atenções entre as sapatilhas do balé e os primeiros movimentos na arte marcial, aos 5 anos de idade. Agora, quase uma década depois, se orgulha por ter chegado à faixa preta tão nova, por acumular 22 medalhas no currículo e por fazer do tricampeonato mineiro e do bicampeonato brasileiro alguns dos maiores trunfos para encarar o maior desafio de sua carreira esportiva até aqui.

“A parte financeira é que está dificultando mais. Só para transporte são R$7 mil, e estamos fazendo uma rifa de R$2,00 (valendo jantar com acompanhante numa churrascaria) para ajudar na alimentação, que deve ficar entre R$800 e R$1.000. Precisando de valores imediatos, pois as passagens aéreas ficam cada dia mais caras. Quanto mais rápido pudermos pagar isso, melhor”, revela.

Apesar de ter conseguido alguns apoios importantes, como aulas de inglês, curso técnico profissionalizante e treinamento funcional, a lutadora conta principalmente com o auxílio dos pais na busca por recursos para essa viagem tão aguardada. “Fui convocada para a Seleção Brasileira Cadete no início de junho. Apesar de ter ficado muito em cima da hora, essa é uma oportunidade de ouro e temos procurado empresas todos os dias, com meu currículo nas mãos, buscando patrocínio. Temos muito pouco tempo até o Mundial. Está muito difícil arrecadar tudo o que preciso, mas tenho esperança”.

dani vitória movimento tae

Família e amigos se mobilizam nas redes sociais para arrecadar recursos. Nas férias, atleta chegou a treinar três vezes por dia como preparativo

#RumoAoEgito

Pelas redes sociais, a mobilização de amigos e familiares tem sido enorme – é comum ver recados carinhosos e pedidos de ajuda, usando “#RumoAoEgito”, para que a jovem consiga angariar fundos. Quem quiser comprar rifas ou contribuir com quantias maiores pode entrar em contato pelos telefones (32) 98702-9053, 99974-5870 e 98832-6282, ou pela página Danielly Vitória – Taekwondo. “A rifa está indo bem, mas precisamos que, além das manifestações pela internet, as pessoas participem mesmo. Deixamos nossa filha bem consciente da situação; não escondemos nada dela. Eu e minha esposa, Ana Paula, estamos fazendo tudo o que podemos para que ela participe do Mundial. Se não der agora, pelo menos temos uma projeção para o ano que vem”, pondera o pai, Hiran Bonora.

Para Danielly, contar com essa estrutura familiar tão sólida faz toda a diferença. “A oportunidade do Mundial é muito grande e meus pais me deixam bastante confortável, porque me incentivam e apoiam muito. Chegando lá, darei o meu melhor, mas, só de estar entre os melhores do mundo, já vai ser uma grande vitória”.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *