Atletas da região lideram Duathlon e Half Trail Run no XTerra Brazil

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: arquivo pessoal/Antônio Gonçalves

A temporada 2017 do XTerra Brazil Tour está apenas começando, mas, com duas etapas realizadas, dois atletas da região lideram suas modalidades e seguem com tudo para conquistar o título da competição este ano. Após os desafios da etapa de Conceição de Ibitipoca, em março, eles chegaram ao topo de suas categorias novamente, no último final de semana, em Ipatinga, no Vale do Aço.

marcelo manoel no xterra vale do aço - pessoal

Marcelo Manoel leva o nome de Lambari ao topo dos pódios no duathlon (Foto: arquivo pessoal)

Com vantagem

No duathlon, quem sai na frente é Marcelo Manoel (Apuã Vertical), de Lambari, no Sul de Minas. Aos 38 anos, ele cruzou a linha de chegada em 01h09min, após encarar 2,4km de corrida, 15km de bike e outros 6,4km de corrida. “Foi um dia muito quente e procurei me hidratar bem. Largamos num ritmo muito forte. Tentei  abrir alguns segundos de vantagem, mas o nível dos atletas estava muito alto”, lembrou.

Mesmo sob forte concorrência, ele não mediu esforços para ser campeão. “Consegui abrir poucos segundos e procurei mantê-los também na parte da bike para que, na corrida, estivesse mais tranquilo. Deu certo, consegui mais uma vitória. Evento bem organizado, com um percurso show, no formato XCO (cross country olímpico)”.

antônio gonçalves no xterra vale do aço - pessoal

Antônio Gonçalves, de Piau, é destaque no half trail run (Foto: arquivo pessoal)

De olho nas próximas

Já no Half Trail Run, que foi noturno, o principal nome é sido Antônio Gonçalves (Apuã Vertical/ Sec. Esp. Piau/ R21 Sports/ Pódio das Frutas/ Drogaria Estrada Real/ Rumo Certo), 27. Atleta de Piau, na Zona da Mata, ele garantiu nova vitória com o tempo de 58min45s. “Um lugar muito quente, uma prova de XTerra diferente, com mais asfalto e uma parte trail com duas voltas no percurso. Por motivos de segurança, o trajeto foi diminuído de 19km para 17km. Uma prova dura, com um adversário forte, mas que deu para impor um ritmo bom. Com essa vitória somei 200 pontos e estou isolado no ranking”, comemorou.

Como não poderia deixar de ser, o foco passa a ser os próximos desafios do calendário. “Prova boa, muito bem organizada. Mesmo com duas corridas no mesmo horário, não teve nenhum congestionamento de percurso. Agora vamos para a próxima, o XTerra Camp Bahia (Barra Grande, 29 e 30 de abril), como uma preparação para Ilhabela (13 e 15 de maio)”.

CLIQUE AQUI para conferir as próximas etapas do XTerra Brazil Tour 2017.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *