Campeões gerais e organização fazem balanço positivo do 1º Mountain Bike XCP – Ewbank

* Entrevistas e fotos: Priscila Oliveira

IMG_0918

Largada do 1º Mountain Bike XCP – Ewbank (Foto: Priscila Oliveira)

Antes dos ciclistas de toda a região se reunirem novamente, já que o próximo domingo, 07, marca as disputas do 1º Desafio de Mountain Bike da Cervejaria Barbante e do GP Juiz de Fora de Ciclismo, o Rumo Certo deixa um incentivo a mais para os atletas profissionais e amadores, encerrando nossa cobertura no 1º Mountain Bike XCP – Ewbank.

Clique AQUI para acessar o Calendário Rumo Certo.

Confira as entrevistas exclusivas concedidas pelos atletas que, por sua referência no esporte, abrilhantaram ainda mais a prova. Responsáveis pela organização também avaliaram o evento:

IMG_0925

Geraldo Rodrigues

Campeão masculino

“A expectativa era da bike não estragar e, devido aos treinos que a equipe vem fazendo, achava que ia dar tudo certo. Sabia que a dificuldade ia vir desde o primeiro momento, mas me hidratei bem, me alimentei no percurso e consegui abrir no quilômetro 20, numa serra. Vim mantendo essa vantagem até o final, até vencer. Nossa equipe veio em busca do pódio e deu certo. A Roberta (Stopa) está de parabéns pelo evento (o circuito foi bem marcado, com pontos de água nos lugares adequados…) e por ajudar o mountain bike a crescer cada vez mais no Brasil. Também quero agradecer à Brou Aventuras, que vem apoiando a gente, e à Cannondale, que agora faz parte da equipe, apoiando nosso ‘chefe’ Brou Bruto Drews. Desde quando entrei para a equipe, há mais de cinco anos, tento focar e manter o objetivo, que é vencer. Vesti a camisa da Brou Aventuras, tento honrar o ‘manto’ e é isso que eu mais gosto de fazer”.

IMG_0957

Raquel Gontijo

Campeã feminino

“A gente sempre vai para uma prova com a expectativa de fazer o melhor, e eu sempre faço o meu melhor. Nunca fico ‘passeando’ numa prova. Foi tudo muito gostoso, a região é muito linda, o percurso muito bom, porque não tem longas subidas – é sempre sobe, desce, ‘planinho’, descida… Então, é o tempo inteiro variado e o visual lindo, muito diferente da região que eu moro, porque lá é muita mineradora e aqui é cheio de fazendas. Adorei tudo, principalmente a recepção dos moradores, que foi linda. Todo mundo muito afetivo, muito alegre, e isso é muito bom. Fiquei feliz demais em ter vindo e agradeço todo mundo pelo carinho”.

Clique AQUI para conferir a classificação geral e por categoria do 1º Mountain Bike XCP – Ewbank.

Organizadora, No Limits

“É a primeira vez que realizamos uma maratona No Limits. Já tivemos experiência com o Brasileiro de Cross Country, ano passado, em Juiz de Fora, mas são modalidades bem extremas: a maratona tem uma dificuldade maior, porque você precisa de autorização de alguns fazendeiros, de algumas áreas para passar, tem as porteiras, os mata-burros, então, a dificuldade é muito maior para montar o percurso e deixá-lo da melhor maneira possível para os atletas. Mas tudo é válido. Estamos ‘engatinhando’ e ainda temos muito espaço para crescer, assim como foi na prova de ‘cross country’. No futuro, acho que vou atuar um pouco nessa área de organização, porque gosto de estar nesse meio. Também preciso do ‘feedback’ dos atletas para saber como foi a marcação, quilometragem, hidratação. Como qualquer evento, tivemos os pontos positivos e negativos, e gostaríamos muito desse retorno real do que aconteceu, independente de eu ser atleta ou não e organizadora também. Isso é muito importante para que a gente possa somar e melhorar cada vez mais, tanto no ‘cross country’ quanto na maratona”.

DSCF4462

Roberta Stopa, à direita, pelo No Limits, e Sandra Soares, de rosa, pela Prefeitura de Ewbank, com membros da organização

“Pelo que sei, tivemos algumas escoriações leves e alguns pneus furados, o que é normal, mas nada sério, graças a Deus. De resto, foi uma festa muito grande. Quero agradecer aos atletas do Brou Aventuras, da região, aos atletas de alto nível e aos amadores, porque conseguimos fazer o que eu gosto de ter num evento, que é chegar num atleta de alto nível junto com o amador. Essa interação é muito importante, e espero que seja a primeira de muitos daqui para frente. A princípio, não temos nenhuma previsão de data para o próximo evento, mas temos um leque de ideias muito grandes com o No Limits. Além dos eventos, oferecemos personal bike, planilhas para atletas etc., e estamos tentando abrir outras vertentes para colocar a galera toda nesse mundo de saúde”.

Secretária de Educação, Esporte, Cultura e Lazer de Ewbank da Câmara

“O evento foi muito positivo, muito bom mesmo. O município recebeu pessoas de fora, de outros lugares e, para nós, o saldo foi bastante positivo. Foi a primeira vez que sediamos uma prova como essa e agora já estamos preparados para a próxima, no ano que vem, se Deus quiser”.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *