Com Ranking 2015 definido, atuais campeões revelam suas metas

* Priscila Oliveira

SAM_1740

Com 7km de corrida e 3km de caminhada, 1ª Corrida da Conquista chamou a atenção dos participantes e chega ao Ranking este ano (Foto: Hugo Keyler)

Depois de muita especulação e ansiedade por parte dos corredores de toda a região, chegou ao fim nesta sexta-feira, 20, a expectativa em torno do 29º Ranking de Juiz de Fora. Foi anunciado pela Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), através do Coordenador, Daniel Fontinelli, o calendário de disputas, que, entre as novidades, revela a ausência de provas tradicionais e bastante ovacionadas pelo público, principalmente em termos de organização – como Camilo dos Santos/Associação dos CegosUFJFDuque de Caxias e 2 de Ouro. Em contrapartida, Corrida da Conquista, Nota 10, do Norte Juiz de Fora, Fripai, Rústica da ADJF e Tecnobit chegam como novas opções, prometendo incrementar o circuito local.

Organizada pela Primeira Igreja Batista e sucesso de crítica já na primeira edição, a Corrida da Conquista traz no próprio nome a expressão dessa nova fase. ”É uma corrida para Deus, que tem um grande propósito e somente Ele sabe. Então, tem que ser a melhor e com qualidade. Nós, meros humildes e servos, temos que estar prontos para nos colocar à disposição. Mas, vamos precisar de muita ajuda, principalmente para conseguir patrocinadores”, enfatiza Valnei Ribeiro, um dos responsáveis pela prova.

Clique AQUI para conferir o Calendário do Ranking de Juiz de Fora 2015.

DSCN0158

Eberth Silva venceu o Ranking 2014 antecipadamente (Foto: Hugo Keyler)

Outro foco

Bicampeão das rústicas juiz-foranas e nome naturalmente cogitado a outro título, o pachequense Eberth Silva (Vidativa/ Fripai/ PopKids/ Fullife/ Camilo dos Santos) surpreende ao revelar que tem outros planos para esta temporada. “Estou terminando meu período de base ainda, porque as grandes competições começam mesmo em abril. Estou meio desligado do calendário do Ranking e tentarei seguir apenas competições fora. Me vejo bem longe de disputa por título, pois o foco é bem diferente do ano passado”.

Com apenas algumas provas locais em vista, inclusive a que leva o nome de um dos seus patrocinadores, o atleta ainda não confirma presença na IV Corrida da Suprema, a etapa de abertura, no dia 26 de abril. “Vou esperar um pouco e ver o melhor planejamento com meu treinador. A princípio, vou correr a Golden Four, em abril, algumas do Circuito Caixa e talvez a Meia do Rio. Sempre quis buscar provas grandes. Este ano, estou conseguindo fazer isso com ajuda dos meus patrocinadores. Eles me dão o maior apoio e estou muito focado em buscar bons resultados. Não vou conseguir ir a todas, mas já terei uma experiência boa”, complementa.

10565008_1544437025794821_5377970060651585969_n

Campeã após 17 anos no Ranking, Zirlene Santos não quer mais “correr por obrigação” (Foto: Priscila Oliveira)

Correndo por prazer

A exemplo do colega, a divinopolitana Zirlene Santos (SaúdePerformance), que chegou ao título de campeã feminino do Ranking após 17 anos na disputa e muitos percalços na  última temporada (como uma tendinite que fez baixar seu rendimento e a morte do pai na reta final do calendário), volta a atenção para outras questões. “Até a Corrida de Chácara eu pensava em não competir o Ranking este ano. Não queria deixar de correr, mas tirar essa ‘obrigação’, porque isso me desgastou muito emocionalmente. Acho que corrida é uma coisa para distrair, é um momento de lazer que tenho – e que não quero que seja uma coisa desagradável. Quero correr outras provas, como o Circuito ABC; quero viajar, visitar meus sobrinhos que moram fora”.

Para ela, como o sonho de vencer o Ranking foi finalmente alcançado, a principal meta é “correr por prazer”. “Corri todas as provas, senão não seria campeã, mas isso é ruim. Não quero ficar ‘presa’. Não vou correr mais prova com dor para marcar ponto; não faz sentido. Com 47 anos e trabalhando direto, se eu não ganhasse ano passado, não ia ganhar nunca mais. Mas, não penso em bicampeonato. Agora vou deixar para essa meninada… Para mim já está bom, quero outros planos”, finaliza.

Sem mudanças técnicas

Segundo o chefe do Departamento de Iniciação, Formação e Regimento da SEL, Flávio Villela, a dinâmica do Ranking, inclusive no sistema de pontuação, não deve sofrer alterações. “Não muda nada em questões técnicas. Só falta definir o número mínimo de provas para o corredor participar e pontuar. O que os participantes podem esperar este ano é uma mescla de provas já tradicionais com as inéditas”.

Inscrições abertas

Os interessados em participar da IV Corrida da Saúde Suprema, com largada às 8h, na própria Faculdade, podem se inscrever através do link http://goo.gl/oQQlKT ou na Vidativa Consultoria Esportiva. A partir da próxima semana, os cadastros também estarão disponíveis nas lojas Terrabike e All Sports. Como de costume, os participantes se dividem nas seguintes provas: 10km de corrida, 3km de caminhada e corrida infantil (50 a 800m, entre 5 e 15 anos). A taxa do primeiro lote é de R$50.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *