Contagem de Ciclistas analisa trevo entre Bom Pastor, Alto dos Passos e Santa Luzia

* Matéria e foto de capa: Priscila Oliveira

Realizada pela quarta vez em Juiz de Fora, depois de passar por alguns dos principais cruzamentos da cidade (Avenida Rio Branco com Itamar Franco; Rio Branco com Brasil; e Acesso Norte com Juscelino Kubitscheck, em Benfica), a Contagem de Ciclistas, promovida pela ONG Mobilicidade, volta a analisar a principal via do município. Dessa vez, o objetivo é conhecer e entender a movimentação de pessoas que utilizam meios alternativos de transporte (incluindo skates) na altura do trevo entre os bairros Bom Pastor, Alto dos Passos e Santa Luzia. Para tanto, um grupo de voluntários se reveza no local, nesta quarta-feira, 15, de 7h às 19h.

contagem de bicicletas mulher pdalando - gircelia oliveira - jornal zona norte

Contagem de ciclistas em Benfica, no ano passado. Total foi de 997 em 12 horas (Foto: Gircélia Oliveira / Jornal Zona Norte)

“Sempre houve muita dúvida sobre o fluxo de ciclistas na Rio Branco e, com a contagem, acreditamos que poderemos começar a responder essa pergunta. Com essa edição, a terceira na mesma avenida, nós completamos a coleta de dados na via mais importante de Juiz de Fora, que interliga diversas regiões da cidade e é uma das mais utilizadas”, explica Guilherme Mendes, um dos responsáveis pela ação. A exemplo das outras três coletas, os dados vão ser disponibilizados para a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra), além de ficarem disponíveis no site do Mobilicidade para acesso gratuito do público em geral. 

Ainda segundo Mendes, os próximos levantamentos já estão sendo programados. “As contagens não param. Pretendemos fazer edições em bairros e outras avenidas, a exemplo da que fizemos em Benfica, na Zona Norte – onde contabilizamos mais de 900 viagens por bicicletas, de 7h às 19h, também em uma quarta-feira. Inicialmente, vamos avaliar os resultados dessa contagem, juntar os resultados com os anteriores da Avenida Rio Branco e, depois, cruzar esses dados com os obtidos pela Oficina Ciclorrotas. Acreditamos que, assim, começaremos a entender um pouco sobre como é a utilização da bicicleta em Juiz de Fora”.

Confira como foi a Contagem de Ciclistas em Benfica.

Voluntariado

Para cumprir doze horas ininterruptas de contagem, a ONG Mobilicidade busca o auxílio de voluntários, considerados “fundamentais” para a execução das atividades. Os interessados em colaborar nesse procedimento precisam ter mais de 18 anos e são convidados a doar apenas 1 hora de seu tempo, especialmente no período de 13h às 17h. É preciso ser maior de idade.

Clique AQUI para preencher o formulário de participação da 4ª Contagem de Ciclistas de Juiz de Fora.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *