Copa Leandro Gaudereto: Sucesso total, festa dos atletas e satisfação da família

* Matéria e fotos: Priscila Oliveira; Capa: Pódio de todos os campeões

DSCF3519

Família Gaudereto e equipe No Limits em momento de confraternização no pódio

Sucesso total. Assim pode ser definida a 1ª Copa Leandro Gaudereto de MTB, que movimentou atletas de toda a região neste domingo, 24, em Juiz de Fora. Divididos em percursos de 24km e 50km (entre estradas, subidas e descidas da região de Humaitá), profissionais e amadores não pouparam elogios ao evento e à organização, assinada pela equipe No Limits – Circuito Stopa de Esporte através de Roberta Stopa e Jamile Lamha, e reforçada nos mínimos detalhes pela família do ciclista Leandro Gaudereto.

“A avaliação que eu faço é: ‘nota 100′, porque tudo saiu conforme o planejado. Não houve acidente com ciclista, todos participaram com muita vibração, com muito amor, com muita dedicação. A premiação foi maravilhosa, os momentos que passamos aqui realmente foram de engrandecimento, de lembrança do Leandro – que, com certeza, participou em espírito. A família toda está engrandecida com isso e o pessoal está pedindo que o evento se repita no ano que vem. Com o sucesso que tivemos no primeiro, com certeza vamos fazer outro em 2015″, comemora e antecipa Attilio Afonso Agostinho, patriarca da família.

DSCF3527

Junior Alves, de Patos de Minas, venceu na Elite

Campeões “de fora” – e satisfeitos

Centenas de bikers venceram os desafios da Copa e vários atletas foram premiados nas mais de vinte categorias definidas na competição, mas os grandes destaques do dia foram dois atletas “de fora”, que já eram cotados ao título: Júnior Alves (Cemil, de Patos de Minas) e Raquel Gontijo (Tripp Aventura, de Belo Horizonte).

Para o campeão da Elite, que venceu com o tempo de 02:08:30, a distância de 650km entre sua cidade e Juiz de Fora foi recompensada. “Foi a segunda prova que eu fiz aqui – a primeira foi o Brasileiro; e, dessa vez, vim prestigiar o Leandro na maratona (50km). Foi uma prova muito boa, com muitas subidas e o final da serra judiou bem. A Roberta (Stopa) está de parabéns pelo trecho. Se chegasse embolado, ele podia decidir a prova, mas, graças a Deus, consegui chegar destacado. Foi show de bola, bom demais. Agradeço ao meu patrocinador, que também apoiou o evento. Sem apoio, a gente não consegue nada”.

DSCF3525

Raquel Gontijo, de BH, foi a primeira da Master 30+

Já para a primeira colocada da categoria Master 30+, com 02:50:19, uma das principais satisfações foi reencontrar amigos queridos. “Estar em Juiz de Fora é sempre um grande prazer e é sempre muito especial, porque tenho grandes amigos aqui. A prova, especialmente, foi um espetáculo. O percurso foi muito lindo, porque, como moro numa região de mineração, estou acostumada a treinar num cenário muito diferente. Aqui são fazendas, então, é um visual lindo. E era uma prova para mim, pois tinha várias subidas e eu gosto muito de subir. Achei a organização irrepreensível, o carinho com que a gente foi recebido… Tudo perfeito; não tem nenhuma crítica negativa; foi tudo muito bom. Também não posso deixar de falar da Roberta Stopa, que, além de ser organizadora do evento, é minha treinadora, e estamos fazendo um trabalho muito bom este ano. Só tenho a agradecer”, finaliza a representante belo-horizontina.

Clique AQUI para conferir a classificação por categoria da 1ª Copa Leandro Gaudereto de MTB.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *