COPA RIO DE CICLISMO: JF subiu ao pódio 3 vezes na primeira etapa, em Três Rios

André Novaes e Giulio Caruso venceram as categorias Master B1 e Open, enquanto Renato Campos ficou em segundo na Master A1

André Novaes no pódio com André Aldgeire e
Luís Fernando de Faria (foto: Hugo Keyler / Rumo Certo)

Os ciclistas de Juiz de Fora chegaram em altíssima velocidade ao pódio da etapa de abertura da Copa Rio de Janeiro de Ciclismo 2014 neste domingo, 23, em Três Rios (RJ). Entre centenas de participantes de todo o país, os atletas André Novaes (Seleção Brasileira de Paraciclismo) e  Giulio Caruso (ERT Uniformes) mandaram ver no Speed Circuito e venceram as categorias Master B1 e Open, respectivamente.

Quem também representou muito bem os juizforanos nas provas com 2,2km por volta, pela Avenida Alberto da Silva Lavinas e Rua Carlos Ribas, no Centro, foram Renato Campos (ERT Uniformes), vice-campeão da Master A1 e Cléber Santiago (ERT Uniformes), quarto colocado na Open.  A disputa contou pontos para o ranking nacional.

Clique AQUI para conferir todos os resultados da Copa Rio de Janeiro de Ciclismo / etapa Três Rios.

Vice-campeão Brasileiro em busca do bi e tri

Para o paraciclista André Novaes, que este ano participa da Copa Rio na categoria Master B1 (40-44 anos), esse primeiro circuito foi apenas uma prévia para várias disputas nacionais e internacionais até o final do ano. “Foi uma prova muito dura, como todas as outras do ranking carioca, Copa Rio. Estou defendendo o bicampeonato na Copa e o tri no ranking carioca, mas estamos só começando a temporada. Ainda tem mais uma 20 ou 30 provas no resto do ano e vou lutar para conseguir o tri, o tetra, o que vier… Tenho as viagens internacionais com a Seleção, onde sou vice-campeão Brasileiro na categoria C5, que é a Elite do Ciclismo Paralímpico. No mês que vem já tem a primeira etapa da Copa Brasil, vou ter Campeonato Mundial no México, Copa do Mundo na Espanha e Itália, e assim vai. Espero que a carcaça aguente”, brincou.

Guilio Caruso (foto: Hugo Keyler / Rumo Certo)

Filho de campeão

Para Guilio Caruso, que não é federado ao Carioca, mas pôde participar da Open Masculino, a conquista foi reflexo de uma família inteira apaixonada por bikes – a começar pelo pai, Mário Caruso, campeão Brasileiro de Ciclismo na década de 1960. “Essa foi minha primeira vez no Carioca e foi uma surpresa ganhar porque não sabia quem eram os concorrentes. Vem gente de todos os lugares, e ficamos sabendo só na hora com quem vamos correr. A prova foi muito dura, estava ventando muito, as curvas eram muito fechadas e a chegada, muito estreita. O ‘sprint’ foi muito técnico, porque tinha muita gente e, se a pessoa ‘sprintasse’ de cabeça baixa, era arriscado até ter um acidente”, avaliou.

O ciclista Cleber Santiago, que correu na mesma categoria e também não é federado, destacou que o primeiro resultado foi satisfatório. “Fiquei em quarto lugar nessa primeira prova e, apesar de não ter subido ao pódio, me senti competitivo entre os atletas, vou participar das próximas etapas com certeza. Já corri a Copa outras vezes, tive um quarto lugar e um sétimo, que foi o mais importante para mim por ser uma prova de montanha, muito difícil”.

Giulio, Cléber, Renato e Clélio, que apenas prestigiou o evento
(foto: Hugo Keyler / Rumo Certo)

Felicidade pela volta

Com Renato Campos, a segunda colocação na Master A1 (30 a 34 anos) também teve um motivo especial para ser comemorado. “Já estava parado há quatro anos, por causa da faculdade de administração, e voltei a treinar em agosto de 2013. Tive um ótimo resultado para a Copa. Vou lutar para continuar marcando pontos e ficar bem no campeonato, que é meu foco”. A companhia e motivação dos pais foram um motivo a mais para a conquista. “Trouxe os dois comigo e é assim sempre que dá. Eles adoram”, revelou.

Além das categorias Open Masculino, Master A1 e Master B1, a Copa Rio de Janeiro de Ciclismo também é disputada na Open Feminino, Elite Masculino, Elite Feminino, Júnior, Sub-30, Master A2 (35-39), Master B2 (45-49), Master C1 (50-54), Master C2 (55-59), Veteranos, Open Feminino e Juvenil. A segunda etapa Speed Circuito está marcada para o dia 30 de março, na Cidade Maravilhosa.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *