JF marca presença na Meia Maratona de Nova Iorque

*Reportagem: Priscila Oliveira

A exemplo do conterrâneo Paulo Sérgio Paula, que representou Juiz de Fora na Maratona de Los Angeles, domingo, 24, o corredor Adriano Cândido (TFRunners) levou o nome da cidade à outra corrida americana importante, neste mês de março: a Meia Maratona de Nova Iorque, realizada no dia 17. Com 32 anos e adepto da modalidade desde 2016, ele se orgulha por já ter completado mais de 15 trajetos de 21km, incluindo outro internacional – o de Lisboa, em Portugal.

“Me inscrevi no sorteio para a participação de estrangeiros em outubro e, em dezembro, saiu o resultado. Fiquei muito feliz quando recebi o e-mail de aceitação, pois sempre tive o sonho de correr em NY. Foram mais de 25 mil inscritos e apenas 413 brasileiros conseguiram vaga para a Meia Maratona”, comemora.

Adriano Cândido foi um dos brasileiros sorteados para correr os 21km nova-iorquinos (Foto: arquivo pessoal)

Desafiado pelo frio

Em viagem pelos Estados Unidos semanas antes da prova, o juiz-forano revela a preocupação que teve com o clima do país. “Em diversas cidades, o termômetro se aproximava dos 3º. Cheguei a Nova Iorque com antecedência de quatro dias, para me adaptar ao clima, mas, mesmo assim, tive bastante dificuldade em correr diante de baixa temperatura. A sensação térmica na largada chegou a 2 graus negativos”.

Após enfrentar as baixas temperaturas americanas, objetivo é correr na Alemanha e no Japão (Foto: arquivo pessoal)

Apesar do desafio redobrado, Adriano carrega a sensação de dever cumprido. “Acredito que o frio tenha sido meu principal adversário. Pensei em desistir algumas vezes, mas a torcida foi contagiante, de modo a me impulsionar cada vez mais a cruzar a linha de chegada. Percebi que os nova-iorquinos são fanáticos pelo esporte, pois, mesmo diante do frio, a população foi às ruas para aplaudir e transmitir energia positiva aos corredores”, destaca.

Para ele, motivo de alegria não falta. “Em novembro, consegui concluir minha primeira prova de 42km: a Maratona de Curitiba (PR). Foi bem desafiador, mas, graças a Deus, deu tudo certo. Para o futuro, incluirei em meu planejamento participar das maratonas de Berlim (Alemanha) e de Tóquio (Japão)”.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *