Corredores de JF encaram Desafio Cidade Maravilhosa

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: Hugo Keyler/arquivo Rumo Certo

dois juntos

Braz Garcia e Lucas Monteiro estão prontos para dobradinha com maratona e meia maratona (Foto: Hugo Keyler/arq. Rumo Certo)

Uma das maiores provas do calendário nacional de corridas de rua, a tão aguardada Maratona do Rio acontece neste fim de semana, trazendo uma novidade para lá de especial: o Desafio Cidade Maravilhosa. A proposta é estimular os atletas a uma dobradinha formada por meia maratona, sábado, 2, e maratona, domingo, 3. Quem completar os dois trajetos ganha medalha exclusiva.

Entre os mais de 38 mil inscritos no evento, dois juiz-foranos, representantes da Academia Gold, estão prontos para encarar essa jornada – a começar pelo atleta e treinador Lucas Monteiro. ”Ano passado fiz minha primeira Maratona do Rio e, em 2016, a Meia Maratona. Ainda fiz outros 21km lá, como a Rio City e a Meia Internacional. Com certeza, meu envolvimento com o esporte me motiva, apesar de que a corrida é uma paixão que tenho, mesmo antes de trabalhar como educador físico. Fiz Comunicação Social anteriormente, já corria naquele época e, sem dúvida, esse foi um dos motivos para que eu seguisse na área”, pontua.

braz

“Corrida de rua integra motivação e superação”, avalia (Foto: Hugo Keyler/arq. Rumo Certo)

Sobre o Desafio, se diz preparado para lidar com o desgaste físico. “Isso é algo que tem que ser muito bem pensado e avaliado, para tentar minimizar o máximo possível o risco de lesões e excesso de treino (overtraining). Ainda que tenha toda uma ciência por trás do meu treinamento, existe um cuidado e uma preocupação muito grandes com a saúde do corpo”. Para ter sucesso no trajeto, a receita dele está pronta. “Quero conseguir completar, equilibrando a intensidade nos dois dias. A ideia não é tempo nem velocidade, mas, sim, resistência. Então, me propus a participar do Desafio respeitando meu corpo e, claro, minhas limitações”.

Dedicação e disciplina

Amigo dentro e fora das pistas, Braz Garcia vai coroar cinco anos de dedicação à modalidade no circuito carioca. Percursos de 5km, 10km, 15km e 21km foram trampolins para que ele resolvesse encarar uma maratona – e a estreia foi justamente na do Rio, ano passado.

Se pelo menos sete meias maratonas integram o currículo pessoal do atleta, uma lição é fundamental para ele. ”O que sempre prego é que quem pratica corrida de rua sabe que motivação e superação andam lado a lado. E quem adere esse tipo de esporte não para nunca mais! Isso se torna um vício e faz com que sempre tentemos ultrapassar nossos limites”.

lucão

Educador físico lista iniciativas que podem fazer toda a diferença para os atletas (Foto: Hugo Keyler/arq. Rumo Certo)

Como não poderia deixar de ser, a expectativa para o Desafio Cidade Maravilhosa é grande. “Estou muito confiante. Foram meses de dedicação e disciplina para cumprir treinos na rua, academia e musculação. O lado psicológico está consciente e preparado”, enfatiza.

Dicas preciosas

Segundo Lucas Monteiro, algumas atitudes podem ser fundamentais para concluir o que vem pela frente com louvor. “Essas provas longas já começam na semana anterior, e não na largada, principalmente por fatores que estão fora da prática da corrida. Os profissionais de Nutrição sempre recomendam um aumento na quantidade de carboidratos, mas sem exageros. Outra questão importante é o descanso, pois é muito comum o atleta ficar ansioso e dormir pouco na noite que antecede a prova”.

O educador físico ainda faz alertas importantes. “Para quem gosta de estrear tênis, roupa, óculos etc., o ideal é não fazer isso – correr com o que já está acostumado faz toda a diferença. Na maratona, isso pode causar um sério problema e até ser motivo de desistência. Não mude nada na sua rotina, nem no café da manhã. Se for acostumado a comer pouco, não vai ser no dia da prova que você vai mudar. Evite alimentos como leite, pois pode gerar desconforto gástrico durante a corrida”, pontua. Ele acrescenta: “Procure se hidratar bem, antes, durante e depois do trajeto. E foque no psicológico! Se você se propôs a fazer o Desafio, a maratona ou a meia maratona, com certeza se preparou para isso. Seu corpo está pronto e agora é cuidar da cabeça para conseguir o melhor resultado possível”.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *