Corredores de Piau e JF duelam por vitória no XTerra Tiradentes

* Reportagem: Priscila Oliveira

De um lado, um representante de Piau, nascido e criado no interior, e que tem nas montanhas ao redor do sítio onde vive o ambiente ideal para treinar o que mais gosta: as corridas de trilha. Do outro, um educador físico juiz-forano que encontra na modalidade uma grande inspiração, dentro e fora das pistas – sem contar a experiência de ter sido militar em missões de paz no Haiti.

Antônio Gonçalves e Rogério Filho encaram os 21,5km da tradicional etapa Estrada Real (Foto: Hugo Keyler/arquivo RCO)

Neste sábado (29), Antônio Gonçalves (Ypê Mall/ Apuã Vertical), de 28 anos, e Rogério Filho (Super Amigos), de 27, vão experimentar um novo capítulo na trajetória esportiva que construíram até aqui: duelar para ver quem garante o título da tradicional e disputada etapa Estrada Real do circuito XTerra, considerado o maior festival de esportes off-road do mundo. Eles vão encarar o trajeto de 21,5km, em Tiradentes, com largada prevista para as 15h.

“Eu é quem provoquei o Rogério no grupo de WhatsApp, por zoação. A gente vive de desafio, então falei: ‘vou mandar 10 minutos (de diferença) nele’. Vamos ver… Ser campeão do Half Trail Run (com passagem pelo Mundial do Xterra), na temporada passada, não me dá vantagem. Queria que minha perna estivesse melhor. Como não está, por conta de uma lesão, vai ser desafiador”, brinca o piauense.

Ainda em tom de descontração, o atleta revela que, se o tempo contribuir, vai colocar tudo o que sabe em prática. “Estou torcendo para chover. Eu quero barro! Aí vai melhorar as coisas para o meu lado, senão vou passar aperto”.

Divisor de águas

Para o oponente, o clima é de cordialidade. “Na verdade eu fui desafiado, aceitei a proposta e agora vamos para Tiradentes. Foi um divisor de águas na minha carreira, porque me estimulou a treinar mais, e isso acabou acontecendo com o Antônio também. Foi legal – até porque ele está disputando o XTerra, e isso vai ajudá-lo no circuito”, afirma.

Além da disputa pela cidade histórica, atletas pretendem manter parceria dentro e fora do circuito (Fotos: Hugo Keyler/arquivo RCO)

Segundo Rogério, o fato de concorrer à vitória com quem já sabe exatamente o que esperar do desafio torna essa disputa ainda mais instigante. “Com certeza ser desafiado pelo campeão é uma responsabilidade muito grande. Treinei para caramba! Treinei mesmo, de verdade, principalmente por ele ter a carreira brilhante que tem. Respeito muito o trabalho dele, mas não vai ter moleza: treinei para dar na cabeça dele mesmo”.

Amizade e projetos

Independente de quem ganhe, uma coisa é certa: o companheirismo entre os corredores vai prevalecer. “Dentro e fora das corridas o que fica é a amizade. Vamos organizar o próximo Trail Run Piau juntos e talvez também saia uma prova de obstáculos nossa. Preparem: vem pedreira pela frente”, adianta Gonçalves.

Filho completa: “Não importa quem ganhar, vai ficar sempre o gostinho de ‘quero mais’. Mas, o nosso projeto é disputar o circuito juntos, além de montar os eventos. É uma parceria pra gente continuar mantendo os trabalhos”. Após Tiradentes, o objetivo dos dois é conseguir patrocínio para correr algumas etapas internacionais do XTerra, no ano que vem, como França, Itália, Alemanha e Estados Unidos.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *