CORRIDA E CAMINHADA: Hipertensão e corrida

hipertensão e corrida 2 - rep cardiométodo

Uma pessoa que tem pressão alta sempre fica mais apreensiva sobre o que pode ou não fazer quando o assunto é atividade física. A corrida de rua é uma boa alternativa para quem tem hipertensão, por ser uma atividade aeróbia. Segundo o Colégio Americano de Medicina do Esporte, exercícios como esse ajudam no bom desempenho do sistema cardiovascular, mas quando não são muito intensos e tem duração média de 30 a 60 minutos.

É claro que, nesse caso, é preciso que um médico e um profissional de educação física acompanhe de perto o desempenho do indivíduo, para avaliar se o programa proposto se encaixa nas suas condições físicas. Porém, tanto correr quanto caminhar são atividades que o hipertenso deve realizar sempre que possível. Elas ajudam a controlar e a diminuir a pressão arterial em repouso, melhorando o bem-estar físico.

Se você está iniciando na corrida, comece a investir em caminhadas leves e de curta duração. Aos poucos, com auxílio de um educador físico, aumente a intensidade, realizando caminhadas mais longas e, futuramente, passe a apostar nas corridas leves e de curta duração.

Nunca se esqueça do monitoramento da frequência cardíaca, além de fazer a análise da sua pressão arterial antes, durante e depois do exercício – isso aumenta sua segurança com relação à corrida. Após a atividade, sempre ocorre o declínio natural da pressão arterial. Por isso, caso você tome remédio para controle de pressão, evite ingerir o medicamento logo após o exercício.

hipertensão e corrida aferição - rep portal do coração uol

Como a condição do hipertenso é diferente da encontrada por um corredor que não tem problemas de saúde, o melhor é começar com metas baixas, de 3km a 5km, e em terrenos planos. Com o passar do tempo, e com a experiência adquirida, você pode almejar distâncias maiores, como 8k ou 10km, além de poder variar um pouco o terreno. Não é proibido treinar para completar uma maratona, mas sempre tenha um acompanhamento diferenciado do seu médico e do seu preparador físico para que os objetivos sejam alcançados paulatinamente.

Pessoas com pressão alta devem ter uma frequência de três a cinco dias de treino por semana. O tempo de cada corrida deve ser de 30 minutos a 60 minutos, com intensidade de leve à moderada. Isso porque, a intensidade alta durante os exercícios aumenta a frequência e a pressão arterial, o que pode fazer com que o hipertenso passe mal, tenha dores de cabeça e no peito ou sinta tontura. Esses indícios são sinais de alerta e você deve interromper o exercício para não sofrer complicações.

Não há desculpas. Vamos nos cuidar, e bora praticar saúde!

Prof. Pedro Paulo Duarte Souza
Especialista em Treinamento Esportivo pela UFMG
CREF 008002-G/MG, Tel:  (32) 9982-9309
personal.pedro.paulo@gmail.com
* Imagens: Reprodução Web / Abdômem Sarado / CardioMétodo / Portal do Coração – UOL
Um comentrio

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *