CORRIDA E CAMINHADA: Lesão: quando usar gelo ou água quente

gelo ou compressa quente gelo - rep rido fotolia

A dúvida que ronda o uso de gelo ou água quente é latente entre os corredores. Saiba o que é mais indicado para cada situação.

Depois de um treino intenso ou de uma pisada incorreta, as incômodas dores começam a aparecer. São muitas as indicações da melhor atitude a ser tomada para evitar problemas que o afastem dos treinos de corrida de rua. Mas é preciso acertar no tratamento para que você possa continuar investindo nas passadas, normalmente.

Porém, o que é melhor, gelo ou água quente? Na realidade, não é possível estabelecer uma regra definitiva, já que a biologia e a fisiopatologia dos machucados se manifestam com sintomas que devem ser avaliados caso a caso. No entanto, alguns indícios mostram os caminhos a seguir em cada caso, já que você deve usar esses tratamentos em momentos diferentes.

Calor

Se você está sentindo incômodo em alguma região do seu corpo por um tempo prolongado, a aplicação de calor antes de correr ou fazer outro tipo de exercício pode ajudar a soltar o músculo e relaxar a área dolorida. Você pode apostar numa bolsa de água quente ou, até mesmo, numa toalha embebida em água aquecida. Mas não adianta usar a estratégia muito tempo antes de treinar. O mais indicado é que você aplique o calor entre 5 e 10 minutos antes de correr.

Depois de um tempo lesionado, o calor também pode ser uma forma de aliviar os sintomas do machucado. Mas, antes de usar a técnica, é preciso que um médico avalie a evolução de sua lesão, pois os ferimentos exigem calcificação, cicatrização ou, até, cirurgia.

gelo ou compressa quente os dois - rep spa sorocaba

Você pode seguir a seguinte lógica: estruturas vasculares (como os tendões) devem recorrer ao calor para que a fase inflamatória seja menor. Coloque a bolsa de água na região por cerca de 20 minutos – mas não deixe que a água fique muito quente para não queimar sua pele. A temperatura morna já traz benefícios.

Frio

O uso do gelo como proposta para o alívio da dor é conhecido como crioterapia. Apesar de ser considerado um anti-inflamatório natural, o gelo, nem sempre, diminui a resposta inflamatória, como se acredita, mas reduz os sintomas e sinais da inflamação, como dor, inchaço, vermelhidão e diminuição da função do membro ou articulação lesionado.

A indicação de uso é, principalmente, na fase inicial do tratamento, para que haja o controle da dor e do edema. As formas de aplicação são variadas: bolsa com gelo, bolsas de gel congelado, imersão em água gelada, massagem com gelo, além de ‘sprays’ com efeito frio – todas elas, utilizadas em ciclos de 15 a 20 minutos. A temperatura média deve estar entre 10ºC e 15ºC, respeitando a sua tolerância ao frio.

Vamos nos cuidar, e bora praticar saúde!

Prof. Pedro Paulo Duarte Souza
Especialista em Treinamento Esportivo pela UFMG
CREF 008002-G/MG, Tel:  (32) 9982-9309
personal.pedro.paulo@gmail.com
* Imagens: reprodução web/ Rido/Fotolia / Spa Sorocaba

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *