Corrida e Musculação

corrida e musculação - rep bpm academia

Imagem: Reprodução / BPM Academia

Até pouco tempo era difícil encontrar corredores de longas distâncias nas salas de musculação. Historicamente esses atletas evitavam exercícios de força, preocupados com os possíveis efeitos negativos do aumento da massa muscular (hipertrofia) em seu desempenho. A musculação pode ser muito benéfica como complemento ao treino de corrida, contribuindo para o fortalecimento dos músculos e articulações – o que não só ajudará a prevenir possíveis lesões como também melhorará o desempenho do atleta. Para obter esses benefícios, porém, é preciso saber direcionar o trabalho de acordo com o treinamento e necessidade do corredor.

A musculação como complemento deve focar principalmente os grupos musculares mais utilizados, que são os que compõem os membros inferiores (pernas) e a região do core (formada pelo abdômen, lombar e quadril). A região do core também é muito importante, pois ela é responsável por manter a postura do atleta durante a corrida. O treino também não deve deixar de contemplar os membros superiores, como os braços e os ombros, pois eles atuam como coadjuvantes no movimento esportivo, auxiliando no deslocamento do corredor. Outro ponto importante é definir o trabalho de musculação de acordo com o período de treinamento em que o corredor se encontra.

Benefícios da musculação para o corredor:

- Proporciona ao corpo a resistência e força que precisa, diminuindo o impacto gerado pela corrida nas articulações, principalmente os quadris e joelhos;

- Melhora a coordenação motora, a flexibilidade e a postura do atleta;

- Ajuda o atleta a ganhar potência e agilidade, melhorando o movimento na superação de obstáculos e em diferentes percursos, como subidas e descidas, sprints ou na ultrapassagem de um adversário;

- Rende mais energia ao corredor, que poderá evoluir com mais facilidade, conseguindo realizar provas de longa duração e maratonas;

- Ao longo do tempo, o corpo perde massa muscular naturalmente, ainda mais para quem corre, e a musculação é uma forma comprovada de retardar esse processo;

corrida e musculação - rep jats run

Imagem: Reprodução / Jats Run

- Nos treinos de corrida, principalmente os de longa distância, perde-se muita massa muscular e força – daí o trabalho de musculação ser importante, pois este método proporciona força e velocidade aos corredores, diminui futuras lesões, além de ajudar a atingir melhores tempos em provas.

É importante ter em conta que o treino de musculação para quem pratica corrida é diferente dos exercícios para quem quer ganhar somente massa muscular. O treino deve ser específico, pois, se houver um ganho de massa em excesso ou um trabalho intenso de força, o atleta pode comprometer seu desempenho durante uma prova, devido, por exemplo, ao ganho de peso, limitação de movimento e contração muscular inadequada.

O aconselhado é que o trabalho de musculação seja feito de duas a três vezes por semana. No caso de corredores iniciantes, o indicado é intercalar os dias de musculação com os treinos de corrida, para não sobrecarregar. Já os atletas mais avançados podem fazer o complemento no mesmo dia cujo treino for menos intenso – lembrando que é de extrema importância que o trabalho seja direcionado e acompanhado por um profissional para que o atleta não exagere na musculação, pois o excesso de massa pode prejudicar o desempenho na corrida.

Não há desculpas. Vamos nos cuidar, e bora praticar saúde!

Prof. Pedro Paulo Duarte Souza
Especialista em Treinamento Esportivo pela UFMG
CREF 008002-G/MG, Tel:  (32) 9982-9309
personal.pedro.paulo@gmail.com

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *