Corrida ‘Run or Dye’ promete colorir JF neste domingo

* Priscila Oliveira; Fotos: Divulgação

11224228_1587150448207593_5754270192551770655_n

Corrida inspirada num festival hindu passa pelas grandes cidades do Brasil desde 2012

Colorida, divertida e contagiante. Esses são alguns sinônimos que podem ser empregados para caracterizar a festa prometida pela Run or Dye por cada cidade em que o evento passa. Chegando a Juiz de Fora pela primeira vez, os chamados “5km mais coloridos do mundo” são um verdadeiro convite para que o público “ame sua família, curta seus amigos e viva a vida com amor e cores”, independente da idade e do nível técnico nas corridas. A programação, que inclui DJ, alongamento, aquecimento com a equipe Vidativa, aulas de zumba e ‘fit dance’, começa às 7h30, para concentração dos cerca de 800 participantes previstos pelos organizadores.

A entrega dos kits ocorre nesta sexta-feira, 11, de 9h às 20h, e sábado, 12, de 9h às 16h, na Planeta Corrida (Rua Halfeld, 804, Centro), mediante apresentação de documento de identidade com foto e comprovante de pagamento. Os cadastros online estão encerrados, mas quem quiser participar ainda pode se inscrever na loja até o fim do expediente de hoje. Crianças até 6 anos não pagam. Já a largada da prova, que não é competitiva, mas sim de confraternização, está marcada para as 8h, na Via São Pedro, próximo ao Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Clique aqui para saber mais sobre a Run or Dye Juiz de Fora.

Diversão e alegria garantidas

Segundo o organizador, Wellington Fontes, a ‘Run or Dye’ é realizada no Brasil desde 2012, inspirado no festival Holi, da Índia. No circuito nacional, a prova privilegia não apenas as capitais, mas cidades de médio a grande porte. Daí surgiu a inspiração para realizar uma etapa em Juiz de Fora. ”Quando trouxe essa corrida para o Brasil, tive a intenção de viajar com ela por todo o país. Fizemos 90% das capitais e agora estamos passando pelas maiores cidades de cada estado. Por ter nascido em Juiz de Fora, ter carinho pela cidade e parentes que moram aqui, sempre tive vontade de fazer uma ‘Run or Dye’ juiz-forana”, destaca.

IMG-20150528-WA0004

Proposta do evento é oferecer diversão em família, sem preocupação com tempo ou performance

Ele reforça o objetivo festivo do evento. “Essa é uma corrida de alegria, que foi criada por um triatleta que não via seus familiares participando nem torcendo por ele a cada competição, porque eles não podiam estar no mar, na bicicleta ou correr ao lado dele. Por isso, ele resolveu criar um evento para que a família estivesse junto. Então, a proposta da ‘Run or Dye’ é realmente a participação em família, sem preocupação com tempo ou performance. É um momento para as pessoas se divertirem, sem compromisso com qualquer cobrança”.

O que vale é o bom-humor

Fontes também afasta qualquer preocupação sobre o material que ‘dá cor’ à ‘Run or Dye’ durante o trajeto. “É um produto feito de amido de milho (a famosa Maizena) e corante alimentício, ou seja, não oferece mal algum à saúde. Se bater na boca ou engolir, a pessoa pode ficar tranquila, sem falar que não mancha a roupa – basta colocar na máquina e bater normalmente, que vai lavar sem problema”, revela.

Para finalizar o organizador deixa algumas dicas importantes. “O que a gente sempre pede é que, como o evento é uma festa, as pessoas tenham bastante cuidado, principalmente com crianças e idosos. Além disso, nossa principal orientação é que cada um vá muito bem-humorado para a corrida, porque esse é o grande barato. Não há nada que se preocupar com tempo, pois o público pode fazer a corrida em três, até quatro horas. Quando mais tempo, melhor”.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *