Corrida x Insônia

Thinkstock

Imagem: Thinkstock / Reproduzida do R7

Estresse, problemas emocionais, alimentação ou, simplesmente, a agitação do dia a dia. A insônia pode pode ter múltiplas causas e atinge um grande número pessoas. Mas, seja qual for a origem, atividades físicas, especialmente a corrida, podem ajudar a amenizar e combater o problema. Alguns dos meus alunos sofrem de insônia e sempre reclamam da dificuldade de dormir, e descansar de forma apropriada. 

Segundo a Associação Brasileira do Sono (ABSONO), a corrida, quando praticada regularmente e associada ao prazer e diversão, proporciona um maior controle da pressão arterial e da produção de insulina, além da liberação de endorfina e outros neurotransmissores que contribuem com o bom humor, controle da ansiedade e sensação de relaxamento.
Os exercícios aeróbicos estabelecem equilíbrio nos ciclos hormonais, reduzindo os mecanismos de estresse e, além dos efeitos fisiológicos, também podem afetar positivamente aspectos emocionais, já que proporcionam socialização, superação de tarefas e evolução progressiva. De acordo com a ABSONO, toda atividade física pode contribuir nesse processo, mas quem procura uma sensação ainda mais intensa de relaxamento ainda pode apostar em atividades focadas no desenvolvimento da flexibilidade e postura. Se aliada a outros cuidados, a corrida pode proporcionar efeitos surpreendentes a quem sofre de insônia.
corrida x insônia - rep revista donna

O Instituto de Medicina do Sono alerta para alguns cuidados que devemos ter em relação à pratica esportiva, alimentação e hábitos na rotina de trabalho com a finalidade de combater a insônia – um mal que atinge milhões de pessoas.

- Exercícios aeróbicos podem ser mais eficazes se praticados durante a manhã, já que algumas pessoas podem ficar mais ativas algumas horas após a corrida, prejudicando o sono se o treino acontecer no período noturno;

- Alimentar-se de comidas leves e de fácil digestão durante a noite. Evitar carnes, pois elas prejudicam a produção de serotonina (hormônio que induz ao sono); alimentos com muito açúcar ou gordura; e, principalmente, cafeína. Investir em chás calmantes;

- A insônia pode estar ligada a um problema emocional ou físico. Antes de dormir, livre-se do estresse do cotidiano. Evite televisão, celular ou músicas agitadas. Controle o ambiente, transforme seu local de descanso num lugar relaxante. É essencial reduzir a luminosidade e o ruído externo.

Mantenha hábitos saudáveis e sempre pratique atividade física de forma regular. Procure sempre profissionais especializados, que possam orientá-lo da forma adequada.

Vamos nos cuidar, e bora praticar saúde!

Prof. Pedro Paulo Duarte Souza
Especialista em Treinamento Esportivo pela UFMG
CREF 008002-G/MG, Tel:  (32) 9982-9309
personal.pedro.paulo@gmail.com

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *