Desafio Tour do Rio abre temporada dos ciclistas de Juiz de Fora

* Priscila Oliveira ;  Foto de capa: Divulgação / Desafio Tour do Rio

A temporada 2015 dos ciclistas de Juiz de Fora começa oficialmente neste domingo, 25, com a disputa do Desafio Tour do Rio, prova de circuito de estrada que promete reunir centenas de atletas profissionais e amadores em meio às serras, trilhas, mirantes, aclives, declives e curvas sinuosas ao longo das rodovias RJ-135 e RJ-145, na Região Sul Fluminense. Ao todo, os participantes se dividem em quatro distâncias: 109km (atletas da elite masculina, que somam pontos para o ranking nacional na classe 4 e estadual na classe 1), 80km, 57km e 24km (atletas paradesportivos), com largada e chegada em Rio das Flores. Os prêmios aos vencedores somam R$10 mil.

felipe marques no desafio tour do rio - divulgação

Felipe Marques defende a Equipe UFF de Ciclismo (Foto: Divulgação)

Pensamento coletivo na elite

Dono de um 7º e um 8º lugares em edições passadas da competição, Felipe Marques (Equipe UFF de Ciclismo) revela que está finalizando o período de base e, por isso, ainda não se sente tão bem. Mesmo assim, está disposto e confiante ao encarar o Desafio. “É sempre uma prova espetacular – primeiro, por ser de estrada, o que agrada a maioria dos ciclistas; por ter uma altimetria bastante diversificada, que favorece quem se preparou bem; e pela presença de atletas de nível mais elevado, que gera uma bela disputa”.

Acostumado a treinar distâncias superiores aos 109km da prova, ele acredita que 2h30 devem ser suficientes para completar o trajeto e garantir uma boa marca, não só individual, mas coletivamente. “Todos queremos ganhar, treinamos para isso. Só que nossa categoria tem muitos atletas fortes, então, fica difícil dizer quem vai vencer. Vou querendo ganhar, porém, a meta é um resultado bom para a equipe, independente se vai vir de mim ou não”, pondera.

andré novaes desafio tour do rio com troféu da copa rio - pessoal

André Novaes com um dos troféus da Copa Rio 2014 (Foto: arquivo pessoal)

Dupla satisfação

Com um currículo que acumula dois terceiros lugares e um 11º em disputas anteriores do Desafio, André Novaes (RAAS Training/ ERT Uniformes) conhece muito bem a prova e também já sabe o que esperar em Rio das Flores, mas no percurso de 80km. “É de característica dura. Vai ser muita montanha nos primeiros 50km e depois vai aliviar, com 32km planos. Sempre priorizo as provas planas, pois, se treino em montanha, perco potência nas disputas com chegada em pelotão, onde tenho a maioria das minhas vitórias. Então, minha estratégia é me defender nas montanhas e chegar bem na parte final. Assim, minhas chances aumentam”, revela.

Integrante da Master B1 (40 a 44 anos), ele confessa estar ansioso, tanto pela possibilidade de superar sua marca quanto pela premiação da Copa Rio de Janeiro de Ciclismo 2014, onde foi tricampeão pela mesma categoria. A cerimônia acontece durante o evento. “Tri é dureza. Tenho certeza de que serei muito marcado este ano, mas vou tentar o tetra. Sobre o Desafio, fui treinar em Rio das Ostras e me animei. É como eu disse: se chegar com os ponteiros na parte plana, eles estarão enrolados comigo. Mas, é começo de temporada e a categoria Master este ano está muito bruta, com vários atletas de peso. De qualquer forma, estou muito feliz porque o trabalho está sendo recompensado”.

tadeu classe - divulgação cimtb

Tadeu Classe na Copa Internacional de MTB (Foto: Divulgação)

Do MTB para o circuito de estrada

Acostumado a provas de mountain bike pela região e até do calendário nacional, Tadeu Classe é um dos representantes locais que estreiam na competição e, principalmente, no circuito de estrada. Para começar os trabalhos na modalidade, ele enfrenta o percurso de 57km entre os inscritos da categoria Open Masculino A (até 29 anos). “Acredito que essa primeira participação se deve à vontade de competir em diferentes ambientes de bicicleta e de aproveitar a oportunidade da competição ser perto. Comprei uma speed há seis meses, para melhorar meu giro na MTB, porém, tenho andado mais de speed ultimamente, devido ao calor”, conta.

Com média de três treinos e 120km percorridos por semana, o ciclista associa sua preferência ao MTB às “lindas paisagens” – o que não diminui a intenção de se superar neste domingo. “Se eu dissesse que não espero um bom resultado seria mentira. Sempre entro numa competição para dar o meu melhor, porém, sei que é uma prova difícil e, por ser minha primeira, pode ser ainda mais complicado. Mas, ficaria muito feliz em completar num bom tempo (entre 1h40 e 2h) e sem imprevistos. Se conseguir me destacar, melhor ainda”, encerra.

Mais JF

Além de Felipe Marques, André Novaes e Tadeu Classe, Cleber Guedes, Cleber Santiago, Dinartt Fagundes, Edson Campos, Renato Campos e Waguinho América devem estar entre os representantes de Juiz de Fora no Desafio Tour do Rio.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *