Embaixadores-campeões do XTerra vencem MTB Cup em Ibitipoca

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: Hugo Keyler

A manhã deste domingo, 20, em Conceição de Ibitipoca, foi de muitos desafios para os entusiastas do mountain bike, que se aventuraram em 23km de muita trilha, single track e empurra bike pelo charmoso distrito da cidade mineira de Lima Duarte. Cerca de duzentos atletas profissionais e amadores mostraram toda sua ‘brutalidade’ no MTB Cup do XTerra Camp Ibitipoca. Logo em sua estreia no circuito do ‘maior festival de esportes outdoor do planeta’, a etapa contou com vitória dos embaixadores da modalidade, Edivando de Souza Cruz (First/ VZAN/ Proshock/ Token/ Exceed) e Roberta Stopa (No Limits/ Cly Componentes/ X-Fusion/ Brou Aventuras Team/ Bossi Treinamentos)

1-DSC_0568

Elite Masculina: Edivando Santos no topo do pódio (Foto: Hugo Keyler)

Para defender o título

Morador de Ilhabela (SP), o campeão geral da Elite Masculina no ano passado começou a temporada com o pé direito, em busca do bicampeonato na competição. ”Vim procurando fazer um bom resultado. Nessa fase do ano, já estou com uma boa preparação e fiz algumas provas. Sou um atleta embaixador do XTerra e tenho uma ligação com esse evento há muitos anos. O XTerra Brazil começou em 2005, justamente na minha cidade. De lá para cá, participo das etapas, seja no triathlon, seja no revezamento. Quando foi criado o MTB Cup, comecei a disputar todas as provas, principalmente no ano passado, quando levei o título pela primeira vez. Agora quero defendê-lo”, destacou Edivando.

Para o representante do litoral norte de São Paulo, competir e vencer em Conceição de Ibitipoca foi especial. “Essa região é muito conhecida, principalmente pela galera do mountain bike, já que Juiz de Fora é um dos grandes celeiros nacionais e Ibitipoca é um dos centros de treinamento dessa turma. O pessoal já tinha comentado bastante a respeito das trilhas. Um dos pontos muito legais da prova foi justamente o percurso – tem as partes pesadas, por causa das subidas, mas é muito divertido, porque tem a pilotagem. A paisagem é muito legal também. Quem é do MTB curte muito a pilotagem e fazer um tipo de percurso como esse”.

1-DSC_0563

Roberta Stopa foi o grande nome da categoria feminina na etapa de Ibitipoca (Foto: Hugo Keyler)

Pela categoria feminina

Já na Elite Feminina, a também embaixadora e campeã do circuito em 2015 fez questão de ressaltar o nível técnico do percurso.”Desde o início, quando lançaram a quilometragem de Ibitipoca, todo mundo ficou surpreso, achou que ia ser uma prova muito rápida, mas a região com certeza surpreendeu todo mundo. Vim fazer o reconhecimento duas vezes antes da prova, fiz um vídeo para o XTerra, falando um pouco do que as pessoas iam encontrar pela frente, e acho que o depoimento de cada atleta vai dizer que Ibitipoca realmente é a ‘Califórnia do mountain bike‘. Não é porque são 23km que é uma prova rápida ou que não tem importância – pelo contrário, são 23km muito duros e, se você não soubesse manusear a bicicleta, tanto na subida quanto na descida, iria realmente empurrar a bike. Mountain bike é isso: quanto mais difícil, melhor”, declarou Roberta.

A atleta e treinadora juiz-forana voltou a destacar o crescimento da participação feminina nas provas de MTB. “Se Deus quiser vou vencer o XTerra de novo e o foco principal agora é o Campeonato Brasileiro, ‘dentro de casa’, em julho. Estou usando essas provas não só como treino, mas também para fazer a categoria feminina crescer. Algumas alunas minhas participaram em Ibitipoca e isso é o mais importante. Acho que tenho que deixar meu legado e ainda quero continuar muitos anos no esporte. As categorias já estão virando Master, Over… Acredito que vou entrar numa dessas daqui para frente, mas o meu foco mesmo é fazer a categoria feminina crescer e fiquei surpresa com a quantidade de mulheres que competiram em Ibitipoca”.

Clique AQUI para acessar a classificação do XTerra Camp Ibitipoca.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *