Equipe de JF faz bonito na etapa final do circuito UFF Rio Triathlon

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: arquivo pessoal/Hugo Amaral

Realizada no último domingo, 27, no Recreio dos Bandeirantes, a quarta e última etapa do circuito UFF Rio Triathlon voltou a ser palco para a boa atuação dos mineiros de Juiz de Fora. Entre os principais destaques ficaram os representantes da equipe VidAtiva.

hugo amaral uff rio triathlon - arq pessoal

11º colocado geral no Endurance, Hugo Amaral conta os dias para o Mundial de Ironman (Foto: arquivo pessoal)

Regressiva para Kona

Na contagem regressiva para voltar ao Campeonato Mundial de Ironman, no Havaí (EUA), Hugo Amaral garantiu a 11ª colocação geral da categoria Endurance (1.500m natação / 60km ciclismo / 15km corrida). “Foi uma prova duríssima, com nível muito alto e os melhores triatletas do cenário nacional. Fiz uma boa natação, saindo em sexto geral, mas não consegui me manter com o grupo da frente na bike, passando para o 11º lugar. Tentei me recuperar na corrida, mas fiquei fora do pódio por 30 segundos”, relata.

A pouco menos de quarenta dias do evento que é referência para os entusiastas da modalidade, o triatleta e treinador segue firme na rotina de treinos. “O Mundial é em 14 de outubro. Agora o foco é 100% Kona! Neste mês de setembro chego no pico do volume de treinamento, para começar o ‘polimento’ em outubro”.

talita antunes uff rio triathlon - arq pessoal

Talita Antunes foi premiada em sua primeira vez no circuito, ao lado da conterrânea Cláudia Scaldini (Foto: arquivo pessoal)

Estreia com pódio e quase título

Treinadora do grupo de corrida, Talita Antunes estreou na competição com pódio por faixa etária também no Endurance. “Essa foi a minha terceira prova de triathlon e estou super feliz com o resultado, porque minha categoria tem um nível muito alto. Tenho me dedicado bastante aos treinos e meu foco é o Ironman 70.3 do Rio, dia 1º de outubro. A prova do fim de semana foi muito importante para corrigir alguns erros na transição. No geral, superou minha expectativa”, comemora.

Bem classificado nas disputas da categoria Sprint (750m natação/ 20km ciclismo/ 5km corrida), quem também se deu bem foi Wagner Nepomuceno.

waguinho américa uff rio triathlon - pessoal

Com 3 vitórias na faixa, Wagner Nepomuceno não faturou a temporada no Sprint por pouco (Foto: arquivo pessoal)

“Sempre tive vontade de fazer triathlon. Na infância e adolescência eu era um nadador de alta performance; cinco ou seis anos atrás, entrei no ciclismo e também estava bem competitivo; mas, como tenho artrose nos dois joelhos, meu problema sempre foi a corrida. No início do ano fiz uma prova para ver como meu joelho ia se comportar e fiquei em segundo lugar. Aliás, fiquei em 2º em três etapas do Rio Triathlon – só não participei da primeira”.

Reunindo o somatório geral de pontuação na temporada do circuito, ele bateu na trave para uma conquista ainda maior. “Se eu tivesse federado, teria ficado em 1º lugar no ranking e conseguiria vaga para a Copa Brasil. Por isso, meu projeto para o ano que vem é melhorar minha corrida, me federar, participar de novo e brigar pelo título”, antecipa.

Equipe completa

Os triatletas Rafaela Lopes, Flávio Vale, Gustavo Dimas, Igor Del Bizzone, José Eduardo Teixeira e Tiago Spada também marcaram presença no evento carioca pela equipe juiz-forana.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *