Equipe tricampeã do Ranking comemora aniversário com doação de sangue

* Reportagem: Priscila Oliveira ; Foto de capa: Hugo Keyler

Formada em 04 de janeiro de 2014 por uma turma de amigos e familiares do entorno dos bairros Grama e Filgueiras, a equipe Vem Correr comemora quatro anos em grande estilo: com o título de tricampeã entre os grupos de corrida que disputam o Ranking de Juiz de Fora e uma bela campanha de incentivo à doação de sangue. A iniciativa, que quer reunir os entusiastas do esporte de toda a cidade, acontece neste sábado, 20, de 7h às 11h, na Hemominas (Avenida Barão de Cataguases, s/nº, Centro).

vem correr kids 2

Iniciado no ano passado, projeto Vem Correr Kids incentiva crianças carentes à prática esportiva (Foto: Hugo Keyler)

Pelo social

“Ao invés de festa, a gente queria fazer alguma coisa diferente para comemorar nosso aniversário. Queremos ver de que forma podemos ajudar outras pessoas e promover ações sociais com mais frequência. Temos nosso projeto social de corrida infantil, pretendemos levar o esporte a outros bairros e às escolas, e pensamos na doação de sangue também, pois janeiro é um dos meses em que os estoques do hemocentro ficam mais baixos. Estamos muito animados; alguns atletas até já foram doar”, explica a coordenadora Adriana Fonseca.

Com quatro doações no currículo solidário, ela reforça o objetivo da atividade. “Essa é uma ação aberta. Estamos convidando quem nunca doou e quem já é doador a doar novamente. Fizemos até uma mobilização para que as pessoas levem um amigo junto, porque, às vezes, eles tem interesse, mas não sabem como funciona, tem medo ou nunca foram por falta de convite. Muitos da equipe também doam sangue com frequência e nossa meta é fazer com que isso aconteça cada vez mais”.

danyell

Doador-corredor ,Danyell Barreto afirma: “o importante é fazer o bem sem olhar a quem” (Foto: Hugo Keyler)

Bem ao próximo

Com o hábito de doar sangue pelo menos duas vezes por ano desde a adolescência, o atleta Danyell Barreto, 32, se motiva com a possibilidade de salvar até 4 vidas a cada doação. “Esse é um ato de companheirismo, de querer bem ao próximo. É aquele ditado: ‘Faça o bem sem olhar a quem. Sou assim! Gosto de ajudar a todos; isso é gratificante para mim, mesmo sem saber quem é ou se vou ter algo em troca”, enfatiza. E deixa uma reflexão: “Se cada corredor saudável fizesse isso, o banco de sangue estaria com estoque muito mais alto e não precisaria fazer campanha todo ano”.

CLIQUE AQUI para saber mais sobre a doação de sangue.

Já para a temporada, as expectativas da Vem Correr são as melhores possíveis, porém, com mudança de foco. “Tivemos três anos muito bons e 2017 foi o melhor, porque conseguimos montar uma equipe muito boa. Tínhamos 80 integrantes. Este ano vamos correr mais provas fora, como em São João del-Rei, Belo Horizonte e Rio de Janeiro”, finaliza o diretor Luciano Franciolli.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *