Especialista em corridas com obstáculos analisa primeira etapa da ‘Spartan Race’ no Brasil

* Assessoria / Spartan Race

Experiente trail runner, o paulista paulista Pedro Jordano costuma viajar o mundo para competir. Com método de treinamento próprio, ele projeta boa performance na primeira etapa da Reebok Spartan Race em terras brasileiras

Com estreia marcada para o dia 18 de setembro, em Pirapora do Bom Jesus (SP), a cerca de 48km da capital São Paulo, a Reebok Spartan Race vem despertando muito interesse do público brasileiro e gerando muito barulho nas redes sociais. Apesar de ter suas atividades mais voltadas aos Estados Unidos, Europa, Ásia, o evento já é bem conhecido pelos esportistas no Brasil. Experiente trail runner, Pedro Jordano comprova isso. Aos 46 anos, o paulista já disputou a prova em outros países e vive a expectativa de participar da primeira edição em seu Estado de origem.

Pedro Jordano - Spartan Race

Pedro Jordano em uma de suas participações na Reebok Spartan Race (Foto: Divulgação)

Empolgado com a iniciativa, Jordano, que pretende disputar mais 10 provas em 2016, enxerga um grande potencial para o evento dentro do Brasil.  Para ele, a grande estrutura do evento a nível global será fundamental para o sucesso da empreitada na América do Sul.

“Já participei de inúmeras corridas com obstáculos, meu objetivo é disputar mais 10 provas neste ano. A chegada da Reebok Spartan Race ao Brasil é um grande marco para nós que amamos o esporte. Minhas expectativas são as melhores possíveis para a competição. É um evento que mobiliza milhões de pessoas ao redor do mundo e tem uma grande estrutura. O Brasil tem tudo para repetir esse sucesso”, disse.

Personal trainer por profissão, Pedro Jordano se dedica às corridas há mais de 25 anos. A dedicação diária e o grande interesse esportivo o fizeram, inclusive, criar um método de treinamentos voltados para provas que tenham obstáculos.

“Meu interesse por corridas com obstáculos iniciou-se em 1988, quando ainda servia ao Exército. Sempre fui muito ligado ao esporte e participava de corridas de aventura. Em 2014, fiz minha primeira corrida com obstáculos. A partir daí não parei mais. Me dedico bastante aos treinamentos diários e desenvolvi, após muito estudo, um sistema de treinos chamado War Training”, explicou.

Clique AQUI para saber mais sobre a Spartan Race Brasil.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *