Filho de fera das bikes, juiz-forano Gabriel Giovannini vence Copa América de Downhill

* Reportagem: Priscila Oliveira ; Foto de capa: Divulgação/Yescom

Dizem que ‘filho de peixe, peixinho é’, e com o atleta Gabriel Giovannini (Gantech Gancheiras/ Vip Fisiopersonal/ IMS Racewear), de 25 anos, essa máxima tem se confirmado com louvor. Filho de um dos maiores nomes do mountain bike e downhill nacionais, ele viveu a realização de um sonho no último domingo, 21, e em rede nacional. Quem ligou a televisão pela manhã, provavelmente conferiu a vibração dele ao se tornar o ‘Rei da Montanha’ na Copa América de Downhill, em São Roque, no interior de São Paulo.

gabriel giovannini em ação - mavi fotografia esportiva

Aos 25 anos, atleta analisa título como “uma evolução em escada” desde 2015 (Foto: Mavi Fotografias Esportivas)

“Venho batalhando nessa prova há quatro anos e o mais interessante disso tudo foi uma evolução em ‘escada’. Acabei caindo nas quartas de final na minha primeira participação; na segunda, acabei sendo tirado na semifinal e; na terceira, fui finalista com um tombo. Na quarta participação, campeão!”, destacou ele, que desbancou o favorito da prova (o tcheco Tomas Slavik) com apenas 68 centésimos de segundo – ou seja, menos de uma roda de vantagem.

Pai-exemplo

Na linha de chegada, como não poderia ser diferente, o patriarca Miguel Giovannini não conteve a euforia e deixou o filho comovido. “Foi muito emocionante! Ele sentiu muito orgulho de mim, por ter conquistado esse título de grande importância. Foi muito bom ele estar aqui para comemorar essa vitória comigo, porque ele sempre foi minha maior inspiração. Comecei no esporte por causa dele e cresci vendo ele ser campeão inúmeras vezes”.

Morador de Juiz de Fora até os 11 anos, mas com visitas constantes à cidade natal, por conta do pai, Gabriel não esconde o orgulho pela trajetória esportiva que vem construindo. “Nasci e cresci no esporte. Desde criança, desde pequeno mesmo, eu ando de bicicleta. Comecei a andar sem rodinhas com 2 anos de idade e já passei por outras modalidades, como cross country e BMX, mas sempre envolvendo a bicicleta. Tenho um leque muito aberto, mas meu foco maior é o downhill“, revela.

gabriel giovannini em ação - fernando volpim

Focado nas Escadarias de Santos, ele sonha disputar competições internacionais e mundiais de downhill (Foto: Fernando Volpim)

Em busca de sonhos

Marcas como as de campeão Paulista de Downhill, campeão Brasileiro de Downhill – Junior e campeão brasileiro de BMX estão no currículo do atleta, que avalia a conquista. “Esse título de campeão da Copa América é de grande renome aqui no Brasil, e eu tinha muita vontade de ganhar, porque gosto muito dessa modalidade do ‘Four-X’, e também por morar em Indaiatuba, mas estar muito em São Roque, onde tenho bastante amigos. Ganhar quase que ’em casa’ era um sonho. Foi muito gostoso estar entre amigos, comemorando a vitória. Isso também contou bastante. Agora vou para o próximo passo, sempre tentando alcançar algo maior”.

Para o jovem Giovannini, as metas já estão traçadas. “Meu próximo desafio vai ser a Escadaria de Santos, em março, mas tenho vontade de fazer corridas internacionais e disputar mundiais, mas isso depende de apoio, de mais patrocínios. Vamos ver se a gente consegue abrir portas para conquistar esse sonho”, finaliza.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *