FISIOTERAPIA: A temida tendinite de Aquiles

A tendinopatia do calcâneo, ou tendinite do tendão de Aquiles, é uma inflamação que ocorre no tendão. Uma lesão comum de super uso, mas que também pode ser causada por músculos rígidos ou fracos da panturrilha, ou, ainda, por qualquer condição que faça com que o tendão fique menos flexível e mais rígido. Pode acometer qualquer pessoa, sendo mais comum em atletas de fim de semana. Entre atletas profissionais, a maioria dos casos pode ocorrer com maior frequência em esportes como corrida de longa distância, futebol, tênis, basquete e ciclismo.

tendinite de aquiles - rep blog pé sem dor

Imagem: Reprodução / Blog Pé Sem Dor

Existem dois músculos grandes na panturrilha: o gastrocnêmio e o sóleo. O tendão de Aquiles conecta esses músculos aos ossos do calcanhar. Essa musculatura tem a função de atuar na caminhada, corrida, no pulo, entre outras atividades comuns. Por isso mesmo, pode ocorrer inflamação devido ao desgaste ou sobrecarga do tendão. Em outros casos, a tendinite do calcâneo também pode ocorrer devido à inflamação decorrente de lesões e infecções.

O indivíduo geralmente se queixa de uma dor na região posterior do tornozelo, que piora com o início da atividade, melhora com o decorrer da mesma e piora após a parada do exercício. Com a evolução, a dor se torna constante e permanente, mesmo em repouso. O tendão pode ficar dolorido e sensível ao toque, e a simples movimentos. A pele sobre o tendão também pode ficar inchada e quente.

Excesso de contração do músculo da panturrilha gera um aumento de tensão no tendão. Então, se durante a corrida o músculo tem que fazer mais força do que deveria, isso vai acarretar uma maior sobrecarga do mesmo. Com isso, devemos evitar o excesso de treinos. Na grande parte dos casos, essa lesão se deve a erros cometidos na planificação do treino.

As causas mais relevantes nos atletas são:

– Aumento abrupto da quilometragem ou velocidade dos treinos;

– Pular muito alto;

– Quantidade excessiva de subidas no treino;

– Retorno mais rápido aos treinos após um período de repouso;

tendinite de aquiles com tênis - rep a minha corrida

Imagem: Reprodução / A Minha Corrida

– Trauma secundário à contração vigorosa da musculatura da panturrilha;

– “Over training”;

– Alterações anatômicas do pé.

O tendão de Aquiles é o mais potente tendão do nosso corpo e raramente se rompe em condições normais. Sua ruptura pode ser causada pela degeneração do tendão (tendinose) ou por um trauma muito forte sobre o tendão sadio (mais raro).

Para uma melhor prevenção, devemos utilizar tênis confortável, de boa qualidade e adequado ao tipo de pisada; estar em perfeito equilíbrio biomecânico; realizar alongamentos antes e depois dos treinos; e efetuar um bom aquecimento antes de treinar, com ênfase no período de inverno.

Então, vamos acertar o passo!!!

Ramon Fontes David
Fisioterapeuta Especialista em Podoposturologia, Quiropraxia, RPG, Pilates, Auriculoterapia e  Osteopatia
CREFITO 165480F / Tel:  (32) 3214-5805 / 8832-9335
ramon.fisioterapia@yahoo.com.br
* Imagem de capa: Reprodução / Doce Dieta

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *