JF e região são destaques na Copa Brasil Cross Country com direito a vagas no Sul-Americano

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: Wagner Carmo/ CBAt

pedrinho oliveira copa brasil cross country - wagner carmo cbat

Pedrinho Oliveira vai estrear em disputas fora do país (Foto: Wagner Carmo/ CBAt)

Com apenas 15 anos, sendo cinco deles dedicados ao atletismo, Pedro Oliveira, o Pedrinho, é motivo de nova comemoração para os coordenadores e integrantes do projeto CRIA UFJF. Após concluir a prova de 6km da Copa Brasil Sub-18 em 21min46s, no último final de semana, em São Paulo (SP), ele conquistou vaga para o Campeonato Sul-Americano de Cross Country, marcado para o próximo dia 19, em Santiago, no Chile.

Em entrevista à assessoria da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), o jovem atleta comemorou sua conquista. “Não esperava vencer. Além de ser um dos mais novos, meus concorrentes tinham tempos melhores. Agora vou manter o treinamento para disputar minha primeira competição internacional”, antecipou. Pelas redes sociais, ele agradeceu toda a torcida que tem recebido ao longo dos anos. “Quem acompanha minha trajetória sabe o quanto lutei para vencer essa prova. O ano está só começando e grandes coisas estão por vir. Obrigado a todos que torceram por mim, aos meus treinadores, ao colégio Apogeu e a todos que me apoiaram”.

A equipe de Juiz de Fora também garantiu o 3º lugar dos 8km Sub-20 com Francisco Lima (29min06s), que, no ano passado, se destacou no Campeonato Mundial de Atletismo Escolar, na Turquia; e com Noemi Alves nos 4km Sub-18 (17min41s). Ainda pelo CRIA, Adan Arroio, Matheus Moraes, Neemias Alves e Robison Gomes marcaram presença nos desafios.

gilberto lopes copa brasil cross country 2 - wagner carmo cbat

Gilberto Lopes e os obstáculos dos 10km (Foto: Wagner Carmo/ CBAt)

Tetra no Adulto

Na categoria Adulto, o atleta Gilberto Lopes (Cruzeiro/ Caixa), de São Miguel do Anta, cidade da Zona Mata, fez jus ao favoritismo e carimbou o título de tetracampeonato dos 10km em seu currículo esportivo. Aos 27 anos, ele superou um circuito com cinco voltas de 2km em meio a subidas, descidas e vários obstáculos naturais, como lama, troncos de árvore e poças. ”Nas duas primeiras voltas corri com dores no lado esquerdo do abdômen e, na terceira, levei um tombo em que perdi até o número de peito. tive de fazer força para alcançar os líderes”, salientou aos jornalistas da CBAt.

Com 33min09, Gilberto também garantiu vaga para o Sul-Americano no Chile, está prestes a vestir a camisa da Seleção Brasileira de Atletismo mais uma vez e utilizou as redes sociais para compartilhar sua alegria. “Primeiramente quero agradecer a Deus, por ter me dado forças; ao meu treinador, Adauto Domingues; e ao meu Cruzeiro Esporte Clube, que me dá todo o apoio necessário. O ano está só começando… Temos muito que trabalhar ainda. Com Deus conseguimos o impossível. Ter fé, ser grato, ouvir o que acrescenta e nunca, nunca mesmo, desistir”.

Ao todo, a Copa Brasil de Cross Country reuniu 290 atletas de 54 clubes, que representaram 14 estados e o Distrito Federal nas competições, realizadas no Parque Ecológico do Tietê, na Zona Leste da capital paulista.

Clique AQUI para conferir os resultados da Copa Brasil de Cross Country.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *