Jovens do jiu-jitsu de JF disputam Campeonato Aberto de Verão amanhã, no Rio

Equipe Leões de Judá /Caio Terra Association Brasil  representa a cidade com cinco atletas

Fruto de um projeto social realizado desde 2009 anos pela Igreja Batista Resplandecente Estrela da Manhã (IBREM), a equipe Leões de Judá/Caio Terra Association Brasil leva cinco de seus jovens lutadores para o IV Campeonato Aberto de Verão, que inicia a temporada 2014 do Campeonato Carioca, neste final de semana, dias 15 e 16, no Rio de Janeiro. Coordenados pelo professor Thiago Dias, os atletas João Paulo Rodrigues, Luís Flávio Vital, Matheus Cavalieri, Igor Buenos Ayres e Jhonata Lima estão preparados para representar Juiz de Fora no torneio, considerado um dos maiores e mais importantes do esporte no país.

Leões de Judá Brazilian Jiu-Jitsu (foto: Divulgação)

Em busca de mais

Acostumado a troféus, como os de primeiro lugar na Copa Carlson Gracie e Copa Conde Koma, e de segundo na Copa Helio Gracie, o atleta João Paulo Rodrigues, de 15 anos, conta que entrou no esporte há dois, depois de tentar outras modalidades.

“Procurei vários esportes. O primeiro foi o futebol, mas quebrei o pé e desisti. Tentei natação também, para emagrecer, mas não deu certo. Aí, fiquei sabendo dos Leões de Judá, comecei e peguei amor ao jiu-jitsu”.

Faixa azul, ele vai em busca de outro título, dessa vez, na categoria juvenil 16 anos meio pesado. “Estou ansioso, nervoso, mas pronto para a guerra”.

O amigo Luís Flávio Vital, de 16 anos e faixa azul, comenta que essa não é a primeira competição de que participa e destaca os ensinamentos que tem recebido. “Comecei a treinar há muito tempo e tinha vontade de voltar, mas acabei indo para outro lugar que não o projeto. Depois, fui para o Leões de Judá e estou até hoje”. Ele defende a melhor colocação na categoria juvenil 16 anos pesadíssimo. “Temos treinado muito e estou preparado. Se Deus permitir, pretendo ganhar no meu peso e absoluto”.

Pela primeira vez

Já com o estreante em torneios oficiais Matheus Cavalieri, faixa amarela e 14 anos, a história é um pouco diferente. “Eu treinava com meu tio desde pequeno e sempre pedia minha mãe para treinar numa academia de verdade. Uma vez, ela me deixou treinar mhuay thay, mas parei para fazer jiu-jitsu porque meu tio também treinava. Comecei no Leões de Judá e gostei, é uma boa equipe, com um bom professor. Isso faz muita diferença para o atleta levar o esporte a sério”.

João Paulo, Igor, Thiago, Luis Flavio e Jhonata

Agora, o objetivo é o mesmo dos companheiros, porém, na categoria infanto juvenil meio pesado. “Já que esse é meu primeiro campeonato, fico muito nervoso e ansioso, mas acho que treinei bastante e posso ganhar”.

Palavra do professor

A expectativa dos atletas pela vitória é uma realidade muito próxima na avaliação do professor Thiago Dias, fundador da equipe com o atleta Fernando Halfeld. “Os meninos treinam há mais de um ano, não tivemos nem férias em dezembro, treinamos no natal e no ano novo. Todos estão preparados e tem totais chances de medalha. Graças a Deus, já ganhamos alguns campeonatos e esperamos bons resultados”.
Completando a equipe que vai ao Rio de Janeiro pela Leões de Judá/Caio Terra Association Brasil, os atletas Jhonata Lima e Igor Buenos Ayres disputam as categorias juvenil 16 anos peso pesado e juvenil 16 anos peso pena, respectivamente. O projeto é apoiado pela Budo Brasil.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *