Juiz-forano de 8 anos é destaque no Campeonato Escolar de Ginástica de Trampolim

*Reportagem: Priscila Oliveira

Realizado no último final de semana, em Itabira, na região metropolitana de Belo Horizonte, o Campeonato Escolar de Ginástica de Trampolim teve Juiz de Fora entre as melhores equipes. Com 13 atletas nas disputas, o Clube Bom Pastor (CBP) conquistou nove medalhas e ainda ficou no 3º lugar geral feminino entre as delegações participantes. Um dos principais destaques locais na competição, tida como uma das mais importantes da modalidade, foi João Victor Cândido. Apesar de ter apenas 8 anos de idade, o ginasta estreou nas disputas com o pé direito, faturando três medalhas na categoria Mirim: ouro no duplo mini trampolim, ouro no mini trampolim e prata no tumbling.

Estudante de escola pública, João Victor Cândido foi descoberto dois anos atrás pelo treinador Deber Zambelli. Atleta está orgulhoso pelo feito na competição, realizada em Itabira (Foto: Divulgação)

Então estudante da Escola Municipal Bom Pastor, no bairro Guaruá, o atleta foi descoberto pelo olhar atento de Deber Zambelli, que acumula 25 anos de experiência como treinador de ginástica de trampolim. “Eu nem dava aula para ele, mas o vi fazendo estrelinha e passei a ensiná-lo algumas coisas durante o recreio, porque via que ele tinha talento. Falei para a diretora que eu queria dar uma bolsa de ginástica para ele no Clube Bom Pastor e ela ficou muito empolgada, porque a família dele é ótima e corre muito atrás. E lá se vão dois anos de treinamento”.

Para João Victor, que atualmente é aluno da Escola Municipal Lions, no Cruzeiro do Sul, a satisfação de ter ido tão bem no torneio mineiro só não é maior que a gratidão. “A competição foi incrível, adorei ter participado. Fiquei muito emocionado – ainda mais porque eu ganhei três medalhas logo no meu primeiro campeonato. Pretendo continuar na minha carreira de ginasta. Eu agradeço primeiramente a Deus, e ao tio Deber, que descobriu o meu talento”, comemora.

O treinador faz questão de retribuir o carinho, e vai além. “O João me surpreendeu muito, porque é muito pequeno e já fez o que fez, ganhando de um menino de Contagem que era fortíssimo também. Ele fez tudo perfeitamente e vemos que tem uma boa estrada pela frente. Daqui a três anos, quando estiver com 11, ele já vai para Pan-Americano, com certeza. Estamos muito orgulhosos”.

Outros títulos

Ainda no Escolar, o tumbling trouxe ouro para Manuela Dias e prata para Laura Gomes. Na Pré-Infantil, Ana Júlia de Jesus terminou os desafios da mesma modalidade com bronze. Na categoria Aberta, para maiores de 13 anos, Sofia Tolentino conquistou medalha de prata no duplo mini trampolim e de bronze no trampolim. Já Maria Clara Santos completou a boa atuação do CBP com bronze no tumbling.

Ao todo, o Clube Bom Pastor reuniu 13 atletas, conquistou 9 medalhas e ainda foi a 3ª melhor equipe feminina nas disputas (Foto: Divulgação)

Acompanhado pelo assistente técnico Saulo Carvalho e pela chefe de delegação Margarida Reis, Zambelli ressalta que fez questão de treinar os atletas em solo itabirano em todas as oportunidades que teve, inclusive horas antes das disputas – tudo isso para fazer bonito diante de algumas das melhores equipes do estado, como Ouro Preto, Contagem, Itabirito, Itabira e Betim. “Apesar de serem muito pequenas, essas crianças já estão sendo preparadas para enfrentar campeonatos Mineiro, Brasileiro, Pan-Americano e Mundial. Os resultados que tivemos são uma prova de que não estamos atrás, porque ficamos entre as três melhores equipes femininas”, ressalta.

Depois de tantos resultados expressivos, o treinador afirma que não falta empolgação para os próximos desafios. “Mesmo sendo um Escolar Mineiro, sinto que também aumentamos o nível da competição, porque fomos como se estivéssemos em campeonatos oficiais e até internacionais: com as crianças uniformizadas, além de impecáveis nas roupas e nos saltos. Foi tudo muito proveitoso. Elas deram o máximo e voltaram com outro gás para Juiz de Fora. Agora vamos treinar as séries que fizemos para o ano que vem. Temos 7 meses até lá para concluir”.

 

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *