Juiz-foranos disputam pódio ponto a ponto com campeões do Transparaná

Pedro Agrelle e Rodrigo Peternelli já ganharam três troféus em quatro etapas
Pedro e Rodrigo, segundo lugar do pódio com os campeões gerais 2013,
Flávio e Rafain (3),  e Alessandro (campeão Master ano passado)
e Jhonatan (1) (foto: Luciano Santos / SigCom)
Com um troféu de segundo e dois de terceiro lugares conquistados nas quatro primeiras etapas do Transparaná 2014, a dupla juizforana Pedro Agrelle e Rodrigo Peternelli (AMZ Racing) enfrenta o quinto e penúltimo dia de provas do maior rally de regularidade 4×4 das Américas nesta sexta-feira, 31, com a missão de se manter nas primeiras colocações e continuar dando trabalho na disputa pelo pódio da categoria Master. Eles estão na trilha desde cedo para percorrer 240km de trechos cronometrados entre a cidade de Ponta Grossa e a capital Curitiba, completando 1.060 dos cerca de 1.500km de competição.
Apesar de enfrentar problemas mecânicos desde que estrearam na competição, segunda-feira, 27, Pedro e Rodrigo deram a volta por cima e começaram uma briga ponto a ponto pelo grid, formado por algumas das melhores duplas do Brasil. Em confronto direto com eles estão os campeões gerais da edição passada, os catarinenses Flávio Kath e Rafain Walendowsky, e os paranaenses Alessandro Rodrigo Weirich (campeão da Master em 2013) e Jhonatan Ardigo. Na disputa pelo primeiro lugar também estão os premiados Super Master do último rally Transcatarina, Rone Branco (terceiro colocado) e Enedir Jr. (o Bolacha, duas vezes vice-campeão).


Superando limites

Para ficar entre os melhores colocados do Transparaná 2014, Pedro e Rodrigo precisaram driblar várias dificuldades. Na primeira etapa (Foz do Iguaçu / Cascavel), pelo oeste do estado, vários competidores tiveram problemas, e os dois precisaram abandonar a prova por ficar sem freio no carro. “Foi muito difícil, porque não conseguimos andar mais. Vamos usar esses pontos como descarte“, afirmou Agrelle.
O piloto contou que a recuperação veio no dia seguinte, 28, quando as duplas que haviam largado nas melhores posições também sofreram com a mecânica dos veículos. Isso aconteceu no trajeto até Campo Mourão, onde terminou a segunda etapa. “Ganhamos a primeira prova, mas completamos a segunda em 4×2. Conseguimos ficar em terceiro, um resultado muito bom“.

Pedro e Rodrigo, com troféus do Transparaná 2014 (foto: Luciano Santos / SigCom)
A habilidade nas trilhas continuou, e trouxe surpresas para a dupla da AMZ Racing na terceira etapa, que terminou no município de Ivaiporã quarta-feira, 29. “Fizemos uma prova muito difícil, bastante técnica, toda dentro de plantações de cana e com vários balaios. Nosso carro super aqueceu por causa do mato, que ficou grudado o tempo todo no radiador, mas melhoramos ainda mais e chegamos em segundo“, comemorou o navegador Peternelli.
 
Na etapa de ontem, 30, que iniciou a reta final do rally, Pedro e Rodrigo conquistaram o terceiro lugar novamente, aumentado as chances de boa classificação no encerramento do Transparaná 2014, que acontece neste sábado, 1º de fevereiro, em Guaratuba, litoral paranaense. Os pontos de hoje e amanhã não podem ser descartados, o que aumenta ainda mais a responsabilidade dos competidores. Por enquanto, não foi divulgada a classificação geral das duplas.
 
“Vamos disputar ponto a ponto até o final. largamos em Curitiba para ficar entre os primeiros de novo. Sabemos que é um rally muito grande, cheio de competidores de ponta e disputas cada vez mais acirradas. Mas os campeões serão definidos só amanhã, então, faremos o nosso melhor até o fim“, encerrou Agrelle.
 
A AMZ Racing é atual campeã mineira e bicampeã carioca de rally de regularidade.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *