Juiz-foranos encaram etapa de abertura do Rio Triathlon 2015

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: Divulgação / Rio Triathlon

Competição bastante esperada por atletas de todo o país, o Rio Triathlon abre sua nova temporada neste domingo, 15, e também é destino certo de dezenas de representantes juiz-foranos, que encaram dois grandes desafios: a já tradicional modalidade Sprint, com 750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida; e a prova Standard (distância olímpica), uma das novidades do evento, formada por 1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10km de corrida. As disputas acontecem na Praia do Recreio dos Bandeirantes, na capital fluminense, a partir de 6h30.

triathlon rio ida marcelo pasquini - pessoal

Marcelo Parquini quer garantir vaga na Copa Brasil, em Vilha Velha (ES), para lutar pelo Circuito Mundial, no México (Foto: arquivo pessoal)

De olho no mundial de Sprint Triathlon

Empolgado com as três primeiras provas do campeonato por causa da seletiva para a Copa Brasil de Sprint Triathlon, em Vila Velha (ES), no mês de agosto, e pela possibilidade de chegar à grande final do Circuito Mundial no México, no ano que vem, Marcelo Pasquini (SaúdePerformance), 36, se espelha no título de campeão da segunda etapa do Rio Triathlon em 2014 pela faixa 35-39 para fazer o melhor de si na categoria novamente. “Essa opção pela prova curta é muito pessoal, porque machuquei o joelho no ano passado, me recuperei agora no início do ano, tive que diminuir o volume de treinamento – questão de rodagem por semana, de corrida; e envolve também uma questão de planejamento familiar, pois quero ficar mais tempo com minha filha (Isabela), descansar mais. É uma visão mais tranquila do treinamento, e a prova curta é a que mais gosto de fazer, porque é próximo de 1h, 1h05, uma intensidade muito alta, diferente do que acontece nas provas mais longas, de 5h, como é o meio Ironman e a prova do Iron em si, de 10h, 11h de duração”, avalia.

Triatleta há três anos, ele se orgulha igualmente pela marca de campeão da categoria 30-39 do Campeonato Brasileiro Master, em Belo Horizonte (MG), logo em sua primeira competição. Isso porque, sua relação com o esporte começou “por acaso”. “Em janeiro de 2012 eu estava com 104kg. Nunca pesei tanto na minha vida, tive que fazer exercício. Já nadava, tinha uma bicicleta, mas não corria. Conhecia o Marcos (Hallack) de infância e ele me convenceu a treinar corrida. Seis meses depois fiz minha primeira prova de triatlhon, e não larguei mais. É viciante”.

rio triathlon ida claudia repetto - pessoal

Cláudia Repetto busca recuperar vaga conquistada para a Copa Brasil do ano passado (Foto: arquivo pessoal)

Lesionada, mas confiante

Quem também quer garantir vaga na Copa Brasil de Sprint Triathlon é a colega de equipe Cláudia Repetto, 21, que se interessou pela modalidade após correr a prova de revezamento do Duathlon Thiago Machado, em 2013. No ano passado, já no Rio Triathlon, chegou ao topo do pódio pela faixa 20-24 na primeira etapa, ao 5º da Open (Sub-30) na segunda e ao 3º na mesma categoria, na terceira etapa. “Só venho melhorando desde que comecei. Treinar pela Saúde Performance é essencial. Estava me preparando para um Ironman 70.3, mas estou lesionada e, por isso, tive que desistir. Gosto de distância curta, mas vou participar do Rio Triathlon pela vaga mesmo. Ano passado consegui, mas não pude ir. Como a corrida está prejudicada por conta do meu pé, que está machucado, treinei bastante natação e tentei pedalar o máximo sozinha, porém o foco vai estar na natação, para me sair bem”, revela.

Mais representantes

Além do treinador Marcos Hallack, os colegas de equipe Pedro Pedretti, Felipe Colaci, Eduardo Scaldini, Carlos Zanini, Mariana Riani, Sara Rodrigues, Lilian Miranda, Isabela de Lade, Carolina Hallack, Lawrene Gonzales e Catia Tomas estão entre os representantes da SaúdePerformace no Sprint. O conterrâneo Caio Rebouças (Vidativa), estreante no triatlhon, também encara o percurso curto.

Clique AQUI para saber mais sobre o Rio Triathlon 2015.

rio triathlon ida gabriel galil - pessoal

Destaque no Sprint em 2014, Gabriel Galil estreia na prova Standard (Foto: arquivo pessoal)

Para aprender e se divertir

Com bons resultados e certa experiência no Rio Triathlon, Gabriel Galil, 21, encara sua primeira distância olímpica no competição, reforçando, ao lado de Vinicius Novaes e Brener Belozi, o time da Vidativa na prova Standard. “Já participei quatro vezes do evento, todas elas na versão Sprint.  Nas duas etapas do ano passado fiquei em segundo e terceiro lugares, respectivamente, sendo vice-campeão do campeonato. Optei pelo Standard porque acho uma distância mais divertida, que se aproxima mais do que fazemos diariamente nos treinos. Estou em fase de treinamento para o Ironman, mas vejo toda prova como uma oportunidade de aprender e me divertir um pouco”.

O treinador Hugo Amaral está confiante na atuação dos triatletas. “O Brener vem de um bom resultado no XTerra Mangaratiba (RJ). Ele fez um trabalho de recuperação muito bom nessa semana para chegar 100% na prova. Já o Galil está com foco no Ironman, usando essa etapa para ganhar ritmo e tentar buscar o pódio na categoria mais uma vez”, pontua.

DSC_0433

Yvone Berg disputa distância olímpica pela primeira vez, para se superar (Foto: Hugo Keyler)

Desafio olímpico pessoal

Ainda no grupo dos estreantes, mas focada em desafiar a si mesma na prova longa, Yvone Berg (SaúdePerformance), 46, conta as horas para colocar o treinamento em prática e se superar. “Os treinos foram intensos até semana passada, com vários treinos de simulado bike e corrida, natação e bike. Tirei o pé estes dias, pois é uma semana em que não se pode fazer treinos longos, mas pequenos treinos, intensos e leves. Vou para a prova com expectativa de terminar inteira, primeiramente, pois é minha estreia no triatlhon olímpico. Já fiz o short cinco ou seis vezes, onde ganhei quase todos e fiquei uma vez em segundo lugar. Tudo o que vier é lucro”.

Os colegas de equipe Thadeu de Filippo, Pedro Ivo Gonçales, Gabriel Vasconcelos, Geusenir Novaes Junior, Rafael Stambassi, Evandro Ciscouto, Alline Machado, Viliv Fávero, Flávio Miranda, Fabiano Bastos e Cláudio Alencar  completam a incursão dos juiz-foranos no Standard.

Rio Triathlon 2015

Além das provas Sprint e Standard, o calendário 2015 do Rio Triathlon retoma a competição na distância Endurance, composta por 1,5km de natação, 60km de ciclismo e 15km de corrida. A competição segue até outubro, trazendo outras duas etapas que priorizam as provas Sprint e Standard, além de duas etapas com foco no Sprint e Endurance.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *