Juiz-foranos se destacam na primeira etapa do Rei e Rainha do Mar

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: Divulgação / Rei e Rainha do Mar

Previamente anunciada para acontecer entre as praias do Leblon e do Arpoador, mas transferida para o Posto 5 de Copacabana devido às condições climáticas previstas para este domingo, 29,  a prova de abertura do Circuito Rei e Rainha do Mar 2015 reuniu milhares de atletas em seis modalidades. Entre eles, uma série de juiz-foranos ajudou a abrilhantar ainda mais o evento, que é considerado o maior festival de esportes de praia do Brasil, segundo a organização.

rei e rainha do mar volta etapa 1 - fran peracini - pessoal

Fran Peracini levou o Sport Club ao vice na faixa 25-29 (Foto: arquivo pessoal)

Desde sempre nas piscinas e agora ‘viciada’ no mar

Embalada por 1km de natação no mar, a modalidade “Sprint” trouxe excelentes resultados para os representantes locais, a exemplo de Franciele Peracini (Sport Club), vice-campeã da faixa 20-24. “Foi ‘top’. O evento é muito organizado. Eles são pontuais, tem toda uma estrutura – desde segurança até kit depois da corrida. Tem muito ‘staff’ durante toda a prova, sempre orientando e ajudando. Para quem gosta, eu super indico, pois é uma experiência única e viciante. Nadar em águas abertas é bom demais”, declarou.

Atleta desde criança, há quase treze anos, “Fran”, como gosta de ser chamada, disputa suas primeiras provas nesse tipo de competição. “Até ano passado, só tinha competido em piscina. Em dezembro, na última etapa do Rei e Rainha, me aventurei no mar. Aí foi incrível, amei e agora estou viciada. Ultimamente, estou participando de ‘meeting’ de natação master, mas também pretendo participar de algum XTerra que seja na praia, como Angra, Búzios e Paraty”.

rei e rainha do mar volta etapa 1 - dulce lessa - arq angela siqueira

Do Clube Bom Pastor, Dulce Lessa venceu a disputa de 55 a 59 anos (Foto: arquivo pessoal / Angela Siqueira)

Veterana das praias também

Quem também fez bonito na prova feminina foi a experiente Dulce Lessa (Clube Bom Pastor), destaque no Brasileiro e Sulamericano de Natação Masters, e campeã entre as atletas de 55 a 59 anos na prova carioca. “Já participei do Rei e Rainha do Mar muitas vezes, é sempre muito bem organizado. Foi muito bom, o dia estava lindo, o mar um pouco mexido e muita gente saudável de Juiz de Fora. Dia perfeito. E, com medalha de ouro, ficou melhor ainda… Jonas Neves e Ivo Bandeira, também de ‘JF’, ficaram com ouro “, comemora.

Com tantas conquistas no currículo, a nova temporada promete continuar agitada para ela. “Vamos para Porto Alegre (RS) disputar o Campeonato Brasileiro de Natação Master no final de abril. Eu, Denise (Barra) e outras colegas do Bom Pastor”. A nadadora Camila Gruppi Albertoni (Sesi) completou os bons resultados, com pódio pelo terceiro lugar na faixa 35-39, enquanto o colega de equipe José Carlos Campos Junior ficou em 12º na 17-19.

Classic e Challenge

Pela modalidade “Classic”, com 2km de desafio, destaque para Amanda Dessupoio Chaves (Colégio Jesuítas, 6º 30-34), Luísa Gouvea Lopes (Clube Bom Pastor, campeã de 14 a 16 anos), Lycia de Freitas Gouvea Lopes (Clube Bom Pastor, 5º 40-44) e Maristela Soranço Miranda (Sesi, 11º 50-54). Já nos 4km da “Challenge”, Larissa Lino Morato Campos (Sesi, 6º geral e 1º na faixa 14-16), Cláudia Scaldini (Vidativa, 8º 25-29), Arthur Rizzo Duarte (Sesi, campeão 14-16), Haislan Fernando (Vidativa, 13º 35-39), Thiago Alvim (Vidativa, 23º 30-34), Leonardo Poncinelli (SaúdePerformance, 36º 45-49), Douglas Leal da Silva (Sesi, 6º 20-24) e Bruno Alvim (Vidativa/Açotel) marcaram presença.

rei e rainha do mar volta etapa 1 - hugo amaral - pessoal

Atleta e treinador Hugo Amaral tem novo título no circuito carioca (Foto: arquivo pessoal)

‘Invasão’ no Beach Biathlon

Apesar da “invasão” juiz-forana nas provas citadas anteriormente, nenhuma das seis categorias envolvidas na etapa de abertura do Circuito Rei e Rainha do Mar chamou mais a atenção dos nadadores locais do que o “Beach Biathlon”, composto por 1km de natação e 2,5km de corrida na areia. Na disputa, Antônio Ferraz Bravo Neto (Sesi) alcançou o 3º lugar geral, enquanto o atleta e treinador Hugo Amaral (Vidativa/ Clube Bom Pastor) festejou a vitória entre os concorrentes de 25 a 29 anos, além de ter garantido o 7º lugar na faixa etária da prova “Classic”. “Achei o resultado do biathlon muito bom, apesar de ter sido minha quarta participação no Rei e Rainha do Mar e minha pior classificação. O nível estava bem alto, tinham dois triatletas muito fortes participando da prova e dei meu máximo. Apesar de não estar correndo bem, consegui fazer uma boa prova, mas não do jeito que eu queria. Terminei o biathlon e deu um intervalo muito curto para a segunda prova. Estava muito quente, então, não deu para me recuperar bem para os 2km. Fiz mais para participar… Mesmo assim, foi bom para treinar. Estou satisfeito”, pondera e ainda avalia o desempenho dos colegas e alunos de equipe:

“Da Vidativa, não teve nenhum nadador, nenhum atleta específico de natação. São todos triatletas, entre experientes e iniciantes. No caso da Claudinha, do Haislan, do Bruno e do Thiago, eles foram como preparação para o Ironman, porque fizeram exatamente a maior distância do circuito, que era de 4.400m – muito semelhante ao que eles vão precisar enfrentar nos 3.800m de natação. Já o Marcelo (Tonelli – 11º 25-29), a Rafa (Lopes – 6º 25-29) e o Romero (Alves – 42º 25-29) tinham o objetivo principal de completar a prova e ganhar experiência”. Veterano nas provas de triathlon, Amaral também volta as atenções para sua meta principal, prevista para maio, em Florianópolis (SC). “Meu foco é sempre visando o Ironman. Estou indo com tudo para buscar vaga no mundial, até deixando de fazer algumas provas para me dedicar mais. Tomara que dê tudo certo até lá”.

Os conterrâneos Antônio Thadeu de Filippo Junior (SaúdePerformance, campeão 30-34), Jefferson Britto (Sesi, 4º 25-29), Rômulo Assumpção (9º 20-24), Eduardo Pestana de Aguiar (SaúdePerformance, 34º 30-34), Alexandre Magno da Silva (JF Runners, 33º 40-44) e Ângela Caroline Dias Albino Destro (Sesi, campeã 17-19) completaram a lista de bons resultados.

Clique AQUI para conferir todos os resultados do Rei e Rainha do Mar – 1ª etapa.

rei e rainha do mar volta etapa 1 - dulce lessa jefferson britto - arq douglas leal

Jefferson Britto, do Sesi, está conformado com a “falta de sorte” (Foto: arquivo pessoal / Douglas Leal)

Fora do pódio por 1s

Campeão por faixa etária no ano passado e fora da premiação por idades com apenas 1 segundo de diferença para o 3º colocado, Jefferson Britto se alegrou por ter ficado entre os 20 primeiros do “Beath Biathlon”. “É como minha mãe fala: ‘Medalha é consequência’. Meu tempo caiu, a categoria este ano está muito mais forte, então, meu resultado foi ótimo. A corrida castiga demais, é muito esforço correr na areia. Na reta final, dei um gás a mais, pela filmagem, e passei na frente do 3º colocado. Mas, pisei com o pé oposto ao chip e ele pisou com o pé do chip”, revelou.

Considerando o ocorrido “um pouco de falta de sorte e experiência”, o nadador demonstra estar conformado. “Na hora do resultado faz muita raiva, mas depois, com calma e em casa, fica tudo bem. O tempo caiu e fiquei muito bem posicionado no geral, depois de duas semanas parado por uma infecção no ouvido. Então, foi uma vitória muito grande”.

rei e rainha do mar volta etapa 1 - rafa, marcelo e romero - arq rafaela lopes

Novos triatletas da Vidativa: Marcelo Tonelli (à dir.) com o casal de amigos Romero Alves e Rafaela Lopes (Foto: arquivo pessoal / Rafaela Lopes)

Adaptação encaminhada

Entusiasta do triathlon e de olho em provas que possam aperfeiçoar seu crescimento no esporte, Marcelo Tonelli revela que começou a “treinar mais sério” este ano e está “bem satisfeito” com a marca entre os concorrentes de 25 a 29 anos. “Estou na fase de adaptação, porque só corria. Começar a nadar e pedalar pesam muito, e tenho muita dificuldade. Mas, fiquei satisfeito em completar minha primeira prova de 1km junto com corrida – principalmente porque tem umas pessoas com quem não tenho condições de competir ainda, como o Hugo (Amaral), que é meu treinador e é da minha categoria”, contou.

Nadando pela primeira vez em mar aberto, o atleta teve que driblar a ansiedade. “Fiquei ansioso, principalmente na boia, porque fica mais no alto-mar. Na hora, você se concentra tanto, que nem pensa onde está. A dificuldade são as ondas. Às vezes, vem uma onda e acaba te atrapalhando a respirar. Por isso, muitas vezes, você tem que respirar para frente, tirando a cabeça toda da água, olhando para frente (porque dá para perder a direção) e prestando atenção nas boias, para se direcionar – senão, você sai da rota e sua prova, além de ficar maior, fica mais cansativa”. Para continuar o projeto “aperfeiçoamento” no triathlon, Tonelli prevê participações nas outras duas etapas do Rei e Rainha do Mar, provas do XTerra em Mangaratiba (RJ), Tiradentes e Juiz de Fora, além de disputas em dupla com a namorada Bruna Quirino na XCRun Itaipava e Búzios, ambas no estado do Rio.

Beach Run e próximos desafios

A participação dos atletas de Juiz de Fora na primeira etapa do Circuito Rei e Rainha do Mar chegou ao fim com os 5km de corrida na areia da modalidade “Beach Run”, onde Flávio Gomes dos Santos (SaúdePerformance) alcançou o 6º lugar pela faixa 31-36. Ao todo, mais de 2.560 esportistas dividiram as cinco categorias escolhidas pelos cerca de vinte representantes locais nas disputas. Passada a primeira etapa, os juiz-foranos prometem continuar abrilhantando a a competição, com próximo desafio previsto para o dia 07 de junho e encerramento em 12 de dezembro.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *