Juiz-foranos se destacam no maior festival de esportes aquáticos da América Latina

* Priscila Oliveira

Considerado o maior festival de esportes aquáticos não só do país, mas da América Latina, o Aloha Spirit movimentou a Praia do Forte, em Cabo Frio, no último final de semana. Tradicional destino turístico da Região dos Lagos fluminense, a cidade recebeu centenas de participantes na segunda etapa do circuito, entre eles, os mineiros de Juiz de Fora. Pelo menos três atletas representaram o município (todos pela equipe Sport Club) na modalidade Natação em Águas Abertas da competição, que reuniu disputas de Stand Up Paddle, Canoa Polinésia, Water Relay, Triathlon Waterman e Paddleboard.

aloha spirit betina e arthur - pessoal arthur rizzo

Arthur Rizzo com Betina Lorscheitter, referência nacional nas maratonas aquáticas (Foto: arquivo pessoal)

Encontro com o ídolo

Dono de uma série de excelentes resultados ao longo desta temporada, Arthur Rizzo, de 17 anos, conseguiu novas marcas expressivas, entre elas, a oportunidade de ultrapassar um dos grandes nomes da natação em águas abertas durante o desafio. “Cheguei na frente da Betina (Lorscheitter, campeã do Circuito Brasileiro de Maratonas Aquáticas), que vai nadar as provas de 5km e 25km no Mundial. Foi na prova de 2km, onde fui campeão geral da disputa. Fiquei muito feliz! Ganhar de uma atleta igual a ela em pelo menos uma prova é uma honra para mim, porque ela é um ídolo no nosso esporte. Sou grande fã, e vou torcer muito por ela no Mundial, mês que vem”, comentou.

Essa empolgação foi além. “Sempre a vejo nas etapas do Campeonato Brasileiro, mas nunca tinha conversado com ela ou nadado tão perto assim”. Rizzo ainda foi campeão geral masculino nos 3km e vice no Water Relay (natação 5 x 200 metros) pela equipe Elo Academia, ao lado de Renato Zaron, Cesar Ferreira, Douglas Viana e Larissa Morato.

Amigas-atletas

Prestes a completar 25 anos, sendo quinze na natação e três deles dedicados às disputas em águas abertas, Fran Peracini garantiu o 4º lugar geral feminino na prova de 1km. “Participei da competição no ano passado, em Paraty (RJ), onde fiquei em sétimo no geral e 2º na categoria. Agora em Cabo Frio, gostei muito da prova – mesmo com a água estando muito gelada (devia estar uns 19ºC ou menos). Esse é um evento de nível forte, com atletas do Sul, Sudeste, Nordeste, enfim, de todo o Brasil. Fiquei muito satisfeita com meu resultado”, comemorou.

aloha spirit jéssica e fran - pessoal fran peracini

Jéssica de Souza e Fran Peracini: amizade das piscinas para as águas abertas (Foto: arquivo pessoal)

A nadadora ainda fez questão de parabenizar o feito da amiga e colega de equipe Jéssica Souza, que alcançou o 6º geral e primeiro da faixa 20-29 entre as mulheres na mesma disputa. “Antes ela só competia em piscina, mas este ano a trouxe para nadar águas abertas. Essa foi a terceira competição que fez e está gostando muito, pois cada prova é um desafio diferente. Ela sempre gostou muito de mar, mas tinha certo receio de entrar para nadar ou competir. Mesmo assim, encarou esse desafio e está se superando cada vez mais”.

Foco no resultado

Para Jéssica, que tem 22 anos e se dedica à natação há pelo menos uma década, a alegria foi enorme. “Eu estava bem nervosa e ansiosa. A água do mar estava muito gelada e, como ainda não possuo traje, foi algo que aumentou ainda mais o meu nervosismo. Mas, foi uma prova que gostei muito de nadar. Fiquei encantada com a estrutura do evento e, realmente, não esperava alcançar um resultado tão bom”, revelou.

A atleta ainda enfatizou suas principais expectativas nas travessias. “No começou, fui apenas com o intuito de participar, mas meu resultado foi algo surpreendente e que me deixou extremamente feliz. Minha principal motivação é estar em constante aprendizado. Quero continuar participando, me desafiando e superando sempre os meus próprios limites”.

CLIQUE AQUI para conferir os resultados do Aloha Spirit Cabo Frio.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *