MITSUBISHI CUP: Juizforanos começam temporada 2014 cheios de novidades

Marcelo Mendes corre com Breno Rezende e Matheus Mazzei navega o paulista Markus de Wit na 15ª edição do rally de velocidade cross country
Mendes & Mendes Lobo Guará Rally Team está em busca do
bi na categoria L200 Triton RS (foto: Divulgação)

 

A abertura da nova temporada da Mitsubishi Cup acontece neste sábado, 29, em Jaguariúna, no interior de São Paulo, mas quem leva muitas novidades ao rally de velocidade cross country são os mineiros de Juiz de Fora. Com três títulos conquistados na competição, o piloto Marcelo Mendes retoma sua parceria com o navegador Breno Rezende e entra na disputa pelo bicampeonato da categoria L200 Triton RS.Enquanto isso, Matheus Mazzei está de volta aos circuitos do campeonato, só que agora para reafirmar suas habilidades de navegação ao lado do piloto paulista Markus de Wit e a bordo de uma L200 Triton ER. Para se sair bem na corrida pelos títulos, eles precisam enfrentar sete etapas e 21 provas até o final do ano.

Breno Rezende e Marcelo no Brasileiro de Velocidade 2008 (foto: Cronospeed)

Tricampeão da Mit Cup (em 2011, com o também juizforano Weider Moreira na categoria TR4 ER; 2012 e 2013, ao lado do alagoano Deco Muniz pela L200 Triton ER Master e L200 Triton RS, respectivamente), Mendes fala sobre sua experiência no campeonato.

“Tive parcerias de muitas vitórias e de muitos aprendizados em cada uma delas. Eu e Breno corremos juntos em 2008 e 2010 no Brasileiro de Velocidade e essa nova parceria nos deixa muito animados. A Mitsubishi ainda promete algumas mudanças, como um ganho de potência, e a expectativa é de que possamos vencer, como vencemos nos anos anteriores. Mesmo assim, os adversários prometem muita pressão”.

Aguenta coração

Para Rezende, a tarefa de voltar a navegar o amigo traz ansiedade e tensão, ao mesmo tempo. “Nem é tanto pela experiência dele, é mais por navegar o atual tricampeão da Mit Cup. Já corremos provas de regularidade e velocidade juntos, mas nunca uma de cross country. Essa parceria sempre foi um sonho nosso e, principalmente, do pai dele, senhor Paulo Mendes”.

Defendendo novamente o nome da Mendes & Mendes Lobo Guará Rally Team, confiança é o que não falta para a conquista de novos pódios. “O Marcelo entende muito bem minha maneira de cantar as referências, então, isso deve nos ajudar e trazer alguma vantagem sobre os concorrentes”, complementa.

Matheus Mazzei na Mit Cup de 2012 (foto: Alexandre Dudu Mazzei)

Tudo novo


Acostumado a provas de regularidade e com a Mitsubishi Cup de 2012 no currículo, Mazzei conta que está de volta à competição com “tudo novo”, já que saiu da categoria TR4 R para concorrer ao título numa “mais pesada” – ao mesmo tempo em que corre ao lado de um piloto com experiência em corridas de moto. “Fiquei muito feliz com o convite do Markus porque meu desejo de correr na Triton era grande. A experiência dele em saber reconhecer piso vai ajudar muito e isso faz com que eu me esforce ainda mais para ter uma navegação mais eficiente”, avalia.Mesmo com a dupla não se conhecendo ainda, o juizforano acredita que o entrosamento da equipe De Wit Racing Team deve acontecer rapidamente. “Vou passar para ele minha forma de cantar as referências e dar o meu melhor, como sempre faço. Cada volta para mim é um grande aprendizado, tudo que passa dentro de uma corrida é como se fosse um estímulo a mais para sempre acertar. Então, vou para pegar experiência e colocar a minha em prática”.

Markus de Wit, das motos para o cross country de velocidade
(foto: arquivo pessoal)
Mais seguro e divertido

Natural de Holambra e descendente de holandese, Markus de Wit correu o Sertões em 2007 e sofreu um acidente que o impediu de disputar o mesmo rally em 2012. Longe das trilhas desde então, trocou a moto pelos carros e agora realiza o sonho de correr uma prova de velocidade.

“Como quebrei três vértebras e uma clavícula, decidi fazer a Mit Cup porque, assim, fico mais seguro. Gosto de velocidade em terra, agora só preciso me adaptar e aprender o máximo com os pilotos experientes”.

Para isso, conta com o apoio de seu mais novo escudeiro. “Tenho um amigo que é navegador, mas ele teve que se mudar para os Estados Unidos de última hora e fiquei sem ninguém. O pessoal da Mit Cup me indicou o Matheus, dizendo que ele era muito bom e já tinha experiência. Ele estava disponível e deu certo. Acho que vai ser muito bacana, vamos nos conhecendo aos poucos e acredito que ele pode me passar muito, pois também conhece muita gente que já corre. Isso torna a competição mais divertida”, finaliza.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *