Neemias Alves e Jéssica Norato são os campeões do II Trail Run Pequeri

*Reportagem: Priscila Oliveira

A chuva deu trégua e uma bela manhã de domingo tornou a segunda edição do Trail Run Pequeri ainda mais especial, neste dia 08 de dezembro, no pacato e acolhedor município de mesmo nome. Divididos entre os trajetos de 10km e 3km, cerca de 280 participantes vestiram as cores azul e rosa na chamada Corrida e Caminhada Contra o Câncer – “Aliança pela Vida”, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde. Na prova principal, os jovens Neemias Alves (Fac. Granbery/Ed. Física), de Juiz de Fora, e Jéssica Norato (Núcleo Esp. e Lazer/Estácio JF), de São João Nepomuceno, estrearam no circuito com vitória.

Aos 22 anos, sendo sete dedicados às corridas, um dos destaques do Centro Regional de Atletismo da Universidade Federal de Juiz de Fora (CRIA UFJF) sagrou-se campeão ao completar o trajeto em 37min12s. “Fiquei muito feliz com a vitória. Usei essa prova como treino para a Copa Brasil de Cross Country, que será em janeiro. O percurso foi bem diferente, porque teve só descida nos primeiros 5km e uma subida de 2,5km no final. Gostei bastante, fiquei muito satisfeito com o resultado e pretendo voltar ano que vem”, avaliou. Marco Antônio Cândido (Nativos) e Rodrigo Azevedo (Luiz Bastos Perf. Team) foram o segundo e terceiro colocados gerais.

Estreantes no desafio, juiz-forano e são-joanense completaram os 10km em 37min12s e 52min28s, respectivamente (Foto: Hugo Keyler/Rumo Certo)

Acostumado a provas de pista e asfalto, Neemias quer fechar o ano com chave de ouro. “Uma prova como essa é difícil, pelo fato de você correr o tempo inteiro fazendo força. O ritmo altera o tempo todo, mas é uma coisa prazerosa de fazer, porque, ao mesmo tempo que você sobe, você descansa na hora da descida e faz mais força no morro. Com isso, dá para desfrutar do percurso. No Ranking de Juiz de Fora, minha situação está ‘complicada’, pois tenho grandes concorrentes. Sei que vou ficar entre os dez primeiros gerais, mas quero terminar entre os cinco novamente, igual ano passado. A decisão vai ser na última prova”.

Filha de peixe, peixinha é

Filha da atleta Adriana Rodrigues, vice-campeã do Ranking G10 Zona da Mata, Jéssica dedicou o topo do pódio, conquistado com o tempo de 52min28s, à pessoa mais importante da sua vida. “Ela já corria desde a adolescência, mas ficou uns dez anos parada depois que engravidou da minha irmã. Em 2017, eu comecei a correr e a incentivei a voltar também. Ela disse que ‘não tinha mais idade para isso’, mas está aí, arrebentando. Minha mãe é uma pessoa muito batalhadora e especial. Dedico essa vitória a ela, porque ela estava correndo a Volta da Pampulha enquanto eu corria aqui”, revelou.

Surpresa com o título, a são-joanense foi campeã pela segunda vez no ano. “O percurso de Pequeri foi muito bom e o tempo também colaborou – não estava calor. Eu não estava preparada para a prova, porque fiquei muito preocupada com o final de período na faculdade e os treinos não estavam encaixando. Esse ano, eu já tinha ganhado os 5km em Mercês, mas vim na dúvida se daria para vencer aqui também. Não estava confiante, mas deu tudo certo e a vitória veio, graças a Deus”. Mariângela Jenevain (Gemacon Tech/Tate Lyle) e Angelina de Lima chegaram em seguida e completaram o geral feminino da disputa.

Com largada na Praça da Estação, cerca de 280 participantes se dividiram entre a corrida e a caminhada contra os cânceres de mama e de próstata (Foto: Hugo Keyler/Rumo Certo)

Credibilidade

De acordo com o secretário de Saúde, Cleydson Ângelo, a segunda edição do Trail Run Pequeri foi um sucesso e marcou, mais uma vez, a programação esportiva local em alusão às campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, de combate e prevenção dos cânceres de mama e próstata. “Esse ano foi ainda melhor. Tivemos dezenas de novos inscritos, o que representou um aumento significativo no nosso número de participantes. Ano que vem, esperamos aumentar ainda mais. Ficamos muito satisfeitos com o resultado final do evento. A equipe Nativos, por exemplo, trouxe quase trinta atletas, o que foi uma novidade para nós, já que, em 2018, os grupos foram bem menores. Isso mostra que o evento está crescendo e ganhando cada vez mais credibilidade”, salientou.

Ele completou, dizendo que o empenho para que tudo saísse dentro do planejado foi recompensado. “A equipe de organização aumentou, tentamos diminuir as falhas e aumentamos os pontos de hidratação – tudo para fazer com que o corredor queira voltar ano que vem. Infelizmente, não conseguimos fazer um percurso maior. Nossa intenção era fazer um de 17km também, mas não tivemos autorização de algumas pessoas. Mesmo assim, vamos persistir nessa ideia de oferecer um percurso mais longo em 2020”.

CLIQUE AQUI para ver os resultados do II Trail Run Pequeri.

*Desde a primeira edição, o Rumo Certo é mídia oficial de divulgação e cobertura fotográfica deste evento.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *