Os famosos e temidos pontos-gatilho

Devido à correria do dia a dia, muitas pessoas estão deixando a saúde de lado e dando mais importância ao trabalho e outros afazeres. Com isso, só procuram cuidados médicos quando a situação está muito crítica.

tipos de ponto-gatilho - rep acuforma

Tipos de pontos-gatilho (Imagem: Reprodução / Acuforma)

A maioria dos pacientes que me procuram no consultório apresentando um quadro de dor, ao examinar a região afetada, sempre me fazem deparar com vários pontos-gatilho no local da dor ou no ventre da musculatura, que se insere na região afetada.

Os pontos-gatilho, também chamados trigger points, são definidos como nódulos palpáveis de tensões musculares, que geram dor referida. Alguns mecanismos geradores desses pontos são: movimentos bruscos, repetitivos, acidente com impacto, inflamação, sobrecarga funcional, alterações posturais e tensões do dia a dia.

Existem inúmeras técnicas para o tratamento dos pontos-gatilho, entre elas, acupuntura, RPG, massagem e osteopatia. Muitas vezes, o tratamento é doloroso, mas é muito importante se tratar, pois, se deixar para depois, o estrago pode ser maior. De tanto o músculo tensionar o tendão, pode ocasionar uma tendinite; e, de tanto o tendão tensionar o osso, pode gerar osteófitos, também conhecidos como bicos-de-papagaio, além de esporão de calcâneo.

Então, vamos acertar o passo!!!

Ramon Fontes David
Fisioterapeuta Especialista em Podoposturologia, Quiropraxia, RPG, Pilates, Auriculoterapia e  Osteopatia
CREFITO 165480F / Tel:  (32) 3214-5805 / 8832-9335
ramon.fisioterapia@yahoo.com.br
* Imagem de capa: Reprodução / Mundo Sem Dor

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *