Pé na estrada: jipeiros de JF já estão a caminho do Transparaná 2014

Pedro Agrelle e Rodrigo Peternelli viajaram hoje pela manhã, rumo a Foz do  Iguaçu
Rodrigo e Pedro querem conquistar o Brasil  (foto: Matheus Mazzei)
Pneus ajustados, jipe adesivado e agora sim, a dupla Pedro Agrelle e Rodrigo Peternelli (AMZ Racing / Trilha Real  Troller BH / Dunas Soluções Financeiras) já está com o pé na estrada, encararando os mais de 1.500Km entre Juiz de Fora e Foz do Iguaçu (PR), onde começa o Transparaná 2014. Estreantes no rally, eles querem repetir a boa fase da última temporada – quando foram consagrados campeões mineiros, bicampeões cariocas e vice-campeões Piocerá, além de conquistar o primeiro, terceiro e quinto lugares nas três etapas que disputaram da Copa Troller – para realizar o sonho de se consolidar no off road nacional.Mas, para concorrer ao lugar mais desejado da competição paranaense, a categoria Master dos 4×4, os mineiros precisam reencontrar alguns concorrentes, enfrentar pelo menos 99 duplas e correr outros 1.500Km (praticamente uma viagem de volta para casa) entre os dias 26 de janeiro e 1º de fevereiro. Este ano, em comemoração ao vigésimo aniversário do rally, o roteiro da prova são as cidades de Cascavel, Campo Mourão, Ivaiporã, Ponta Grossa, Curitiba e Guaratuba.
A caminho do desafio
Cumprindo sua missão de navegador, Rodrigo sabe as dificuldades que tem pela frente. “Esperamos uma prova bem difícil e com muita lama, que é o que ocorreu nas competições anteriores. Também sabemos que todo ano chove muito, e estamos preparados para isso“, destaca.
A AMZ Racing escolheu o Transparaná como trampolim para conquistas ainda maiores este ano. “Geralmente, as grandes provas do país são fora de Minas Gerais e na região sul, onde se concentram os maiores campeões do nosso esporte. Como andamos muito bem contra eles na Copa Troller e sempre sonhei em correr o Transparaná, decidimos embarcar nesse desafio“, afirma o piloto Pedro. 

Troller AMZ Racing ontem à noite, antes da viagem para o sul do país
(foto: arquivo pessoal Pedro Agrelle)
Disputa pelo pódio
 
Os representantes juiz-foranos estão confiantes, mas preferem ter cautela antes de comemorar o título. “Estamos indo para ganhar, como pensamos em qualquer competição. Sabemos que o nível é alto e que um conhecimento da prova é bom, mas temos certeza de que ganharemos muita experiência“, explica Peternelli.
 
Companheiro de competição há três anos, Agrelle completa: “Vamos para vencer, mas é uma  experiência nova, um rally muito longo. Não adianta andar muito forte, ganhar algumas etapas, quebrar o carro e não completar. Temos que ir até o final“.
 
Assim que chegar a Foz do Iguaçu, a dupla  se reúne com uma equipe de apoio para os últimos ajustes no carro. Além de servir como condutor nos momentos de adrenalina que estão prestes a começar, ele deve proporcionar instantes de turismo para os conterrâneos, entre uma prova e outra do Transparaná 2014.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *