“Pelas Trilhas de Pequeri” atraiu e premiou juizforanos neste domingo

Ciclistas em Pequeri (Foto: Joaquim de Pequeri)

Ciclistas em Pequeri (Foto: Joaquim de Pequeri)

Ganhando cada vez mais tradição por por divulgar as belezas naturais da cidade de Pequeri, na Zona da Mata, o passeio ciclístico “Pelas Trilhas de Pequeri” ganhou uma fase competitiva e reuniu centenas de entusiastas das bikes em mais de 20km de trilhas neste domingo, 06. O casal Eduardo Scaldini e Isabela de Lade (SaúdePerformance) foi um dos destaques juizforanos no evento por conquistar o primeiro entre as duplas, com 1h05 de mountain bike.

“Sabíamos que haveria uma competição, mas fomos na intenção de fazer o passeio. Quando chegamos lá e vimos o calor da ‘festa’, resolvemos entrar para competir, sem ao menos saber como seria o percurso. A altimetria era puxada, cerca de 12km de serra, e a primeira delas foi a pior. A poeira estava intensa, mas o trajeto foi muito bacana, e deu tudo certo”,  destacou Scaldini.

Eduardo Scaldini e Isabela de Lade (Foto: arquivo Eduardo Scaldini)

Eduardo Scaldini e Isabela de Lade (Foto: arquivo Eduardo Scaldini)

Para a namorada, o cansaço de um treino de duathlon no sábado, 05, foi o principal motivo de dúvida dos dois antes de topar a prova em Pequeri.

“Estávamos com as pernas bambas, mas, quando deram a largada, a gente foi. O Eduardo pedala muito mais forte do que eu, então, tentei fazer com que ele me puxasse, e não que ele me esperasse. Sempre quando nos distanciávamos um pouco, eu tentava buscá-lo com tudo. Durante a prova, ele me falou que estávamos andando bem. Olhávamos para trás e não víamos ninguém, principalmente mulheres. Por isso, imaginei que seríamos bem colocados, e fomos. Fiquei feliz por ter andado junto com ele – mais do que pela colocação da dupla ou minha geral”, revelou de Lade, que também conquistou o segundo lugar na categoria Feminino.

Eduardo comemorou o dia de vitórias. “Correr em casal ajuda muito. Além de ser legal, tem a parte do companheirismo”. E foi respondido por Isabela: “Como ele pedala muito forte, acaba sendo um incentivo para que eu o acompanhe. Ele me incentiva sempre. Mas, por outro lado, fico preocupada em atrapalhá-lo ou não corresponder às expectativas dele”.

Cláudia Viana (bolsa verde) na premiação feminina (Foto: arquivo Eni Barezi)

Cláudia Viana (bolsa verde) na premiação feminina (Foto: arquivo Eni Barezi)

Estreando com vitória

Terceira colocada no Feminino, a carangolense com residência em Juiz de Fora, Cláudia Viana, só teve motivos para comemorar.

“Foi minha primeira prova. Achei perfeita. O percurso foi lindo, com muitas subidas, mas todas com possibilidade de fazer montada na bike. Foi mais estradão mesmo, não tinham aquelas partes muito técnicas que as provas de fora geralmente tem. O clima também estava perfeito, porque o sol não estava quente, e isso ajuda bastante. Fiquei muito feliz com meu resultado. Gostaria de parabenizar ao prefeito de Pequeri (Joaquim Simeão de Faria), ao Roberto Moreira Ribeiro, aos logistas, pelos brindes, e a todos que participaram. Ano que vem, se Deus quiser, estaremos lá novamente”.

Bruno Hipólito (Foto: arquivo Joaquim de Pequeri)

Bruno Hipólito (Foto: arquivo Joaquim de Pequeri)

Outras conquistas

Os conterrâneos Marcelo Pantani (Rodoviário Camilo dos Santos) e Bruno Hipólito (AFA Bikes) também representaram Juiz de Fora e subiram ao pódio pelo 2º e 3º lugares gerais, e consecutivos – atrás do biquense Marcelino Machado, grande campeão da prova.

“Treino diariamente para chegar na prova e dar meu máximo. Na verdade, minha categoria é a Sub-40, mas, em Pequeri, não havia divisão de categorias. Mesmo assim, ser terceiro geral foi demais. Levar o nome da minha cidade e da AFA Bikes no pódio não tem preço. Ainda fiquei impressionado com a quantidade de inscritos. Foram mais de 200, só na competição. O trajeto foi maravilhoso, de subidas íngremes e longas, com trechos que exigiam técnica, muitas retas e descidas alucinantes, onde chegávamos a 60 km/h”, detalhou Hipólito.

 Exemplo para o futuro

Além de considerar a prova marcante pela premiação, que distribuiu um kit freio hidráulico, kit canote com selim e lanterna ou capacete entre os três primeiros colocados do mountain bike, Eduardo Scaldini considerou o “Pelas Trilhas de Pequeri” um verdadeiro exemplo a ser seguido por outros organizadores.

Pedal Ecológico de Benfica (Foto: André Pontello)

Pedal Ecológico de Benfica (Foto: André Pontello)

“O legal foi o valor da inscrição, R$25. Uma prova bem organizada, com kit tendo camisa, barra de cereal e vale-almoço. Participo de muitas provas de MTB e as inscrições sempre são mais de 50,00. Foi um ponto marcante. Em especial, agradeço ao Robertinho (Moreira), que divulgou o evento em Juiz de Fora e acabou levando quase 100 atletas da cidade para lá”.

Representando o Pedal Ecológico de Benfica, Jésus Gázzia completou as considerações sobre o domingo de MTB. “A prova foi muito boa. Nossa equipe ficou em sexto lugar geral, com André Pontello; 8º, com Aurenes Fazolo (Baby); e 10º comigo (Jésus Grázzia). Luís Cláudio Ramos, Júlio César Gasparete, Renam Clemente, Edilberto Guilhermino e Carmen Lúcia Guilhermino, quinto lugar feminino. Com certeza, o prefeito e organizador, Joaquim (Pinguim), vai conseguir torná-la uma etapa do Brasileiro de MTB”.

3 Comments
  1. Giovanni
    Julho 10, 2014 | Responder
  2. Guilherme
    Julho 10, 2014 | Responder
    • Março 11, 2015 | Responder

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *