Prescrevendo atividade física para emagrecimento

Olá, Caros Leitores! No presente artigo, abordo a questão da prescrição do treinamento físico e suas atividades disponíveis, tais como musculação, exercícios aeróbicos (pedalar, correr, caminhar e nadar) e aulas coletivas de academia (aerodance, jumps, steps, aeroboxe e afins) como meios para se alcançar o emagrecimento.

exercício x emagrecimento stes - Ana Flora Toledo - Bolsa de Mulher

Imagem: Ana Flora Toledo / Bolsa de Mulher

Primeiramente, torna-se indispensável quebrar determinados paradigmas no que cerne à prescrição das atividades, como, por exemplo: somente atividade contínua de longa duração e baixa intensidade de esforço ajuda a emagrecer. Graças ao avanço da ciência, tal preceito caiu por terra e, atualmente, diversas comprovações científicas ratificam que exercícios físicos intermitentes de alta intensidade favorecem a perda de peso.

A resposta do tratamento aeróbio intervalado de alta intensidade no quesito redução de peso corporal pode estar na questão de gasto calórico aumentado durante a atividade, devido à demanda metabólica exigida pelo esforço. Atividades aeróbicas intensas exigem maiores adaptações  do organismo, fazendo com que gaste mais energia para se adaptar à nova condição que lhe foi imposta.

Da mesma maneira, o treinamento com pesos (musculação), de alta intensidade, não só melhora a força como também proporciona a perda da gordura corporal. A síntese proteica (construção muscular), que é o resultado dos treinos de musculação, leva ao anabolismo (crescimento) muscular, que, por sua vez, acontece através do metabolismo da gordura durante o nosso repouso. Com a massa muscular aumentada, a exigência metabólica é maior, o que proporciona a queima dos depósitos de gordura corporal.

exercício x emagrecimento - rep eu sou top

Imagem: Reprodução / Eu Sou Top

Com as atividades coletivas acontece o mesmo. Quando praticadas fora da nossa zona de conforto, podem levar a um gasto calórico maior, causando alterações no metabolismo corporal, que, por sua vez, gastará energia para se adaptar à nova condição imposta e, consequentemente, utilizar nossa gordura corporal para fazer todo o trabalho.

No que diz respeito à frequência e ao tempo de exercício, isso dependerá do seu condicionamento físico e do tempo de prática da atividade, podendo variar entre 10 a 30 minutos, de 1 a 4 vezes por semana. Iniciantes, por apresentarem menor tolerância ao esforço, devem começar com intervalos curtos de média intensidade e, gradativamente, ir incrementando o tempo de esforço para, somente depois, aumentar a intensidade.

O exercício físico mais indicado para emagrecer é aquele que você faz. O importante é realizá-lo de forma intensa, regular e programada individualmente para seu perfil. Converse com seu professor para que, juntos, programem o treinamento mais indicado para seu momento e, gradualmente, vá evoluindo nas cargas e intensidades de esforço.

MAS, ATENÇÃO: toda atividade física deve ser iniciada de forma leve e coerente com seu nível de condicionamento físico e limitações. Jamais faça exercícios intensos sem a orientação de um profissional gabaritado.

Forte abraço, e bons treinos!

Se você quer saber mais sobre os assuntos dessa coluna, entre em contato pelo e-mail f_caliaro@yahoo.com.br.

Prof. Esp. Fábio Mendes Gomes Caliaro
Graduado em Educação Física pela UFJF
Pós-Graduado em Musculação e Treinamento de Força pela UGF
Personal Trainer - Tel: (32) 9916-3682 / CREF 010907-G/MG
* Imagem de capa: Reprodução / NutriSoft Brazil

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *