Professores incentivam a prática de esportes na comemoração do Dia do Esportista

*Assessoria SEL

O Dia do Esportista é comemorado nesta terça-feira, 19 de fevereiro. Diferente dos atletas, esportistas são aqueles que praticam esporte sem pretensões profissionais, seja por amor, por saúde ou por desafiar os próprios limites. Um exemplo disso é a professora de ginástica da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), Yvonne Berg. Nos dias de aula, lá está ela, ensinando com animação e intensidade, e, nas horas vagas, é ao esporte individual que se dedica.

Yvone Berg é educadora física e triatleta (Foto: Hugo Keyler/arq. RCO)

Quando criança, Yvonne sonhava ser bailarina. Com o passar do tempo, cursou Educação Física e, há 25 anos, começou a correr no “Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora”. Tempos depois passou a se dedicar também à natação e às pedaladas, mas fazia as atividades separadamente: “Conheci o triatlo e transformei tudo isso que já amava, na modalidade. Comecei a praticá-lo aos 42 anos, treinando nas horas vagas. O esporte, para mim, é prazer. É sinônimo de saúde física e mental. Sempre incentivo meus alunos a praticarem.” Yvonne é professora do Programa JF Esporte e Cidadania, da SEL.

Contudo, a prática de esporte vai além dos benefícios individuais. De acordo com o supervisor do Departamento de Fomentos às Políticas de Esporte e Lazer, Rogério Sampaio, o esporte pode ser considerado influenciador na formação e socialização do ser humano: “Em todas as fases da vida é capaz de estimular princípios e ensinamentos para uma sociedade mais justa, solidária e tolerante, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas e contribuir para o desenvolvimento, a ordem e disciplina”.

“A prática regular de esportes, sejam eles competitivos ou não, contribui para melhoria da saúde, qualidade de vida, disposição e autoestima. Procure uma atividade que traga prazer, e quando ela estiver incorporada á sua rotina, será difícil parar”, incentivou a professora do Departamento de Iniciação, Formação e Regimento Esportivo, Márlen Paradela. Para quem deseja iniciar uma atividade física, é importante que tenha aval do médico e busque orientação de um profissional de Educação Física qualificado.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *