Senador Cortes resgata Corrida de São Sebastião após mais de 20 anos

Com direito a caminhada, ela está de volta no domingo, 20, antecipando o feriado pelo padroeiro da cidade
Depois de pelo menos duas décadas com saudade da prova que movimentou Senador Cortes, os atletas e moradores de toda a região já estão prontos para celebrar de novo os percursos em comemoração ao padroeiro. É que neste domingo, 19, às 8h30, está de volta a tradicional Corrida e Caminhada de São Sebastião, antecipando o feriado na cidade (segunda-feira, 20).

Todas as inscrições devem ser feitas no próprio dia, a R$10, para os 7Km de corrida ou os 4Km de caminhada. A concentração acontece na Quadra Poliesportiva, em frente ao Estádio Municipal Francisco de Freitas, e a largada e chegada, na praça da Igreja Matriz (foto). Nos dois percursos, os atletas cumprem uma volta até o trecho com Mar de Espanha, na rodovia MG 126. Todos ganham medalha de participação, enquanto os três primeiros colocados por faixa etária recebem troféu no pódio.

Praça de Senador Cortes, ponto de largada para os atletas (foto: Panoramio)
Para tornar a Corrida e Caminhada de São Sebastião ainda melhor, um professor de educação física comanda exercícios de alongamento e dança para o público em geral, inclusive os atletas. Outro diferencial é que toda renda arrecadada com as inscrições vai para construção da Casa Paroquial, permitindo a permanência de um padre na cidade – atendida atualmente por Mar de Espanha.

Resgate à história

Um dos organizadores, Flaviano Souza, conta que, apesar de não encontrar registros oficiais na Prefeitura, a primeira das três prováveis edições da São Sebastião foi feita há cerca de trinta anos – sendo a última, há pelo menos duas décadas. Ele é um dos integrantes da  Equipe Tartaruga, que se inspirou em eventos da região para coordenar essa retomada. “Em 2013, eu  e meus amigos juntamos um grupo e participamos de algumas corridas em Juiz de Fora, foi onde surgiu a vontade de resgatar essa tradição no nosso município. Se depender de nós, ela voltará a ser referência para todos os atletas“, destaca.
Apoio é o que não falta. “Fizemos muitas amizades entre os corredores, como a Viviany Anderson, que está ajudando muito na divulgação, e o Gedair Reis, que tem apoiado demais. Hoje em dia, o esporte está em alta e percebi que existe uma união muito legal entre os atletas da corrida rústica. Esse momento está sendo muito bom“, comemora Flaviano.
 
Equipe Tartaruga na última Corrida 2 de  Ouro, em JF (Foto: Weliton Andrade)

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *