Representantes de JF disputam mais uma etapa do Rio Triathlon

* Priscila Oliveira; Foto de capa: Divulgação / Rio Triathlon

Este domingo, 28, vai ser de novas disputas para os triatletas de Juiz de Fora. Acostumados a competições no Rio de Janeiro, os mineiros voltam à Cidade Maravilhosa para a terceira etapa do Rio Triathlon, que acontece novamente no Recreio dos Bandeirantes, dividindo os competidores em duas modalidades: Standard (1500m de natação, 40km de ciclismo e 10km de corrida), também conhecida como triathlon olímpico, e Sprint (750m / 20km / 5km).

Consagradas nesses tipos de competição, as equipes Vidativa Consultoria Esportiva e SaúdePerformance prometem não medir esforços para alcançar os melhores resultados possíveis. Caio Rebouças, Marcelo Tonelli e Sidimar Damasceno representam o primeiro grupo, enquanto Catia Tomas, Claudio Alencar, Cristiano Lago, Eduardo Scaldini, Fabiano Bastos, Felipe Colaci, Felipe Gazolla, Flávio Rocha, Gabriel Vasconcelos, Geusenir Amorim, Heitor Martins, Isabella de Lade, Lawrene Gonzales, Marcelo Pasquini, Marcos Hallack, Mariana Riani, Pedro Ivo, Rafael Stambassi, Sara Rodrigues, Thadeu Júnior De Felippo, Viliv Velasco, Wédenis Candian e Yvone Berg integram o segundo time. A cidade também é representada por Pablo Casadio (Inspire).

Clique AQUI para saber mais sobre o Rio Triathlon.

triathlon rio 2 yvone berg - divulgação

Yvone Berg (Foto: Divulgação)

Para vencer de novo

Experiente no campeonato, Yvone Berg mira na vitória da categoria Senior (45-49 anos) na primeira etapa do Standard para fazer bonito novamente. “A expectativa é sempre superar meus limites e agora estou procurando melhorar os tempos, porém tentei focar mais na corrida, pois sofri muito com o calor em março. Acredito que vai estar mais fresco dessa vez, mas acho que o mar estará agitado também, por causa da época do ano. Ainda foquei na natação para não passar muito aperto. Pódio é sempre bem-vindo, vamos ver no que dá”, adianta.

triathlon rio 2 lawrene gonzales - divulgação foco radical

Lawrene Gonzales (Foto: Foco Radical)

Rumo a Punta del Este

Quem também não esconde a ansiedade é Lawrene Gonzales, que estreia na distância olímpica após excelentes resultados no Sprint (750m/ 20km/ 5km). “Comecei no triathlon há quase um ano e meio. No ano passado competi apenas na menor distância (o Short Triathlon), mas decidi aumentar o desafio nesta temporada e me inscrevi para um meio Iron em novembro. Por esse motivo, meus treinos aumentaram de intensidade e estou me sentindo cada vez mais forte. Essa estreia vai ser muito importante para aumentar minha confiança e me dar um gás para entrar nos treinamentos mais longos a partir do mês que vem”.

Decidida a fazer a prova do Rio Triathlon “com calma”, ela acredita estar bem treinada para “forçar um pouquinho” na disputa. Passada essa fase, o foco se volta pra o Ironman 70.3 Punta del Este, no Uruguai. “O legal de fazer provas de meio Iron e Iron é que elas são sempre em lugares muito bons. Optei pelo de Punta por ser um local próximo, mas diferente. Já conheço a cidade e gostei muito. Fui por pouco tempo e estou feliz de voltar para conhecer melhor”, complementa.

triathlon rio 2 sidimar damasceno - tri sport magazine

Sidimar Damasceno (Foto: Tri Sport Magazine)

Igualmente focados no meio Iron

Quem também está focado no maior festival de triathlon do mundo são os amigos Caio Rebouças, Marcelo Tonelli e Sidimar Damasceno, porém cada um deles se prepara para uma etapa diferente do circuito. Com seis provas do Rio Triathlon no currículo, sendo quatro atuações na modalidade Sprint e uma na Endurance, Damasceno enfrenta a distância olímpica pela primeira vez, mas como treino para os “meio Iron” Foz do Iguaçu (PR), em agosto, e Rio de Janeiro (RJ), em outubro – nessa versão, definida como “70.3″, as distâncias são de 1,9km de natação, 90km de ciclismo e 21km de corrida. “Meu foco são essas duas provas. Por enquanto os treinos estão normais. Diminuí o volume este mês e acredito que ele deva aumentar em julho. Quero ganhar experiência, mas vou para o Standard em busca de melhorar meus resultados. Com certeza, essa etapa acaba sendo um treino de luxo”.

triathlon rio 2 marcelo e caio rebolças - pessoal marcelo tonelli

Marcelo Tonelli e Caio Rebolças (Foto: arquivo pessoal / Marcelo Tonelli)

Declaradamente competitivo e na contagem regressiva para o desafio da capital fluminense daqui a dois meses, Tonelli não mede esforços para se sobressair. “Treino de luxo não; competição é competição. E a gente já estava inscrito no Rio Triathlon bem antes do Iron. Como o meio Iron do Rio também vai ser no Recreio dos Bandeirantes, espero pegar experiência em provas mais longas, com o objetivo de ser constante e achar o ponto certo do ritmo. Não adianta sair igual maluco e depois cair no rendimento. Vou até tentar pódio, mas não é uma coisa que vou me cobrar, pois preciso mesmo é de experiência para ir bem no Iron”, enfatiza.

Já Rebouças tem em mente até o tempo que quer fazer neste desafio. “Faço em média seis treinos por semana com ênfase em longa distância, mantendo uma regularidade na bike e na corrida. A meta é fazer abaixo de 3h no domingo, pois é foco é o Rio de Janeiro, em outubro”.

Clique AQUI para saber mais sobre as etapas do Ironman Brasil 2015.

Próximas do Rio Triathlon

O calendário do Rio Triathlon 2015 segue com força total, oferecendo desafios de Sprint e Endurance (1,5km/60km/15km) na quarta etapa, em 16 de agosto, e de Sprint e Standard na quinta e última disputa da temporada, marcada para o dia 11 de outubro.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *