Última do G10: Vitória de Fábio Júnio Corvelos e Elizabethe Sabino na Corrida Rústica de Chácara

*Reportagem: Priscila Oliveira

Realizada neste domingo, 10, a Corrida Rústica de Chácara marcou o encerramento das competições na temporada de estreia do Ranking G10 Zona da Mata, que já havia passado por outros nove municípios desde quando começou, no mês de março. Com percurso desafiador de 11,7km, a prova teve concentração na Praça Central da cidade, localizada a cerca de 30km de Juiz de Fora, e coroou Fábio Júnio Corvelos (Vem Correr) e Elizabethe Sabino (Nativos) como grandes campeões da disputa.

Mudando o ritmo

Puxando a classificação geral, o representante de Cataguases com residência em Leopoldina cruzou a linha de chegada aos 44min26s e garantiu vitória inédita no circuito regional. “Corri em Cataguases semanas atrás e, por vir de uma prova tão difícil, aqui foi mais tranquilo, pelo fato de que correr em estrada é muito melhor do que em trilha. O percurso foi um pouco difícil, porque o sol deu uma esquentada, mas deu para superar, graças a Deus. Estava muito bem marcado, foi uma ótima prova. Fechei o G10 com chave de ouro, como campeão da corrida e vice-campeão do Ranking. Ano que vem, vamos ver o que nos espera”, salientou.

Atleta venceu o G10 pela primeira vez, enquanto a corredora alcançou o título de campeã do circuito pela Zona da Mata (Foto: Hugo Keyler/Rumo Certo)

Vice-campeão do Ranking de Juiz de Fora em 2018, Fábio Júnio ainda ressaltou seu bom desempenho na Meia Maratona e na Corrida Correndo das Drogas, onde terminou em 3º e 10º lugares, respectivamente. Mesmo não tendo cumprido o número mínimo de provas para disputar a classificação geral, ele também pretende ficar bem posicionado na 33ª temporada do calendário juiz-forano. “Participei pouco lá, porque me dediquei à Maratona do Rio e ao Trail Run Piau. Mudei a rotina de treinos e isso me deixou um pouco mais lento. Agora estou me preparando para a Volta da Pampulha. Vou aumentar a velocidade para fazer uma boa prova em Belo Horizonte e fechar o ano com chave de ouro. Em 2020, talvez eu mude um pouco minhas corridas, pois gostei muito do trail run e, como os treinos são diferentes, não dá para conciliar com as provas de rua”.

Agora sim, campeã

Entre as mulheres, Elizabethe cravou 56min13s no cronômetro e subiu ao topo do pódio pela sexta vez. Com isso, a são-joanense finalmente pode comemorar o título de campeã feminina do G10. “Agora sim, eu acredito que sou campeã do G10! Essa última corrida foi muito difícil e me deu vontade de chorar – só não chorei porque ia perder o fôlego. Foi muito difícil, mas, graças a Deus, confiei no Senhor. Ele fez uma promessa para mim e cumpriu. Eu almejei esse primeiro lugar, pedi a Ele que me desse força para conseguir fechar o G10 e Ele fez isso por mim. Agradeço muito mesmo a Deus, à minha família e ao pessoal da equipe”, comemorou.

Cerca de 450 participantes foram desafiados na décima e última etapa do Ranking regional (Foto: Hugo Keyler/Rumo Certo)

Para a atleta, a vitória encerrou um ciclo bastante produtivo. “Foi uma temporada muito feliz para mim, e é assim mesmo que a gente tem que correr, porque senão você não consegue completar nada. Toda vez que meu treinador (Luiz Bastos) passa mensagem para mim, ele fala: ‘Bom dia, Bethe. Você está feliz?’. E eu me sinto muito feliz, porque estou viva e posso correr. A gente corre atrás da colocação sim, mas ela não importa. Correndo feliz, você fecha tudo. Em Juiz de Fora, fui 5º geral no ano passado e agora estou em 6º, mas está bom. Lá é muito difícil, mas, graças a Deus, também está dando certo”.

G10 fortalecido

Pedro Henrique Campos Archanjo (Ultraleve Bicas), Leonardo do Carmo Soares (Top Dez), Marco Antônio Silva (Nativos) e Daniel Mendes (Senador Firmino) completaram o pódio masculino, enquanto Ivaniz Ribeiro (Chacarense), Viviany Anderson (Chacarense), Daniele Torres (Nativos) e Aline Braga foram premiadas no geral feminino.

De acordo com o organizador, Fernando Alvim, a prova encerrou as disputas do G10 com louvor. “Deu tudo certo. Apesar de ser um percurso difícil, o trajeto foi muito bonito, não faltou água e conseguimos terminar a prova e a premiação dentro do tempo planejado. No meio da programação, tivemos a palestra do Novembro Azul, numa parceria entre a Seção de Esportes e a Secretaria de Saúde. Nossa intenção na Prefeitura era exatamente alcançar um público grande de homens e o maior número possível de pessoas. Não aconteceram grandes imprevistos e, no mais, saímos muito realizados. Fechamos o G10 com chave de ouro e o Ranking fortalecido para o ano que vem”, finalizou.

CLIQUE AQUI para acessar os resultados da Corrida Rústica de Chácara.

* O Rumo Certo é a mídia oficial de divulgação e cobertura fotográfica deste evento e de todas as etapas do Ranking G10 Zona da Mata.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *