Você corre ou sai correndo?

Qual será o verdadeiro segredo do sucesso absoluto da corrida? Alguns dizem que correr é democrático, outros que a corrida é um esporte de baixo custo, e há ainda quem diga que a corrida não distingue classe social, credo, raça, sexo ou idade. Para mim, é simplesmente o fato de poder calçar o tênis e correr a qualquer hora, em qualquer local e ainda escolher o cenário – seja na areia, praia, na montanha, praça ou na rua.

correr ou sair correndo - rep phorte editora

Imagem: Reprodução / Phorte Editora

Porém, há uma grande diferença entre correr e sair correndo. Comecei a perguntar a algumas pessoas que conheço: ‘Você corre ou sai correndo?’. Correr é uma ciência e exige conhecimentos fisiológico, biomecânico e metodológico para a sua prática, com objetivos de trazer benefícios à saúde. Sair correndo é um ato, como sair correndo atrás de um ônibus. Você não irá prestar atenção na postura do tronco, joelhos, cabeça etc.; e sim, tentar pegar o ônibus.

A corrida é emoção, prazer, uma ciência complexa e cheia de detalhes. Para cada planilha de treinamento, cada sessão e cada dia de repouso existe uma gama de conhecimento científico com a finalidade de tornar o treinamento mais eficiente e seguro para o seu praticante.

A preparação física é estruturada com base em exercícios sistematizados, representando um processo organizado pedagogicamente com o objetivo de direcionar a evolução do atleta. O treinamento implica existência de um plano em que se definam os objetivos do atleta e os métodos de treinamento. A estrutura e a organização do treinamento se adequará ao período de tempo, tanto de treinamento quanto de competições. A planificação do treinamento tem um caráter temporal portanto, considera um início e um fim do processo de preparação e competições, e estará determinada fundamentalmente pelo calendário competitivo.

correr ou sair correndo - rep blog fisioterapia quintana

Imagem: Reprodução / blog Fisioterapia Quintana

A Periodização do treinamento desportivo é um dos mais (se não o mais) importantes conceitos do planejamento do treinamento. O termo origina-se da palavra ‘período’, que é uma fração do tempo e uma divisão em pequenas partes mais fáceis de controlar, denominadas fases.

Não basta treinar; temos que planejar a forma, o método, quando e como queremos que a nossa condição se eleve de maneira satisfatória para podermos chegar ao momento máximo de nossa condição física e conseguirmos bons resultados de forma estruturada e planejada. Faço aqui essa ressalva ou desabafo, pois, a cada dia, percebo que as pessoas acham que correr é algo muito simples e ‘banal’, e se esquecem que, para começar a praticar uma atividade física, existem cuidados a serem tomados.

Cada vez mais, com a facilidade de se buscar algo na internet, as pessoas vão em sites e blogs, baixam planilhas de treinos e começam a segui-las sem qualquer orientação. As planilhas de treino são individualizadas, são estruturadas de acordo com a necessidade do aluno, seu condicionamento e orientações médicas. Porém, infelizmente, muitas pessoas negligenciam isso e saem correndo de qualquer jeito, só que, a médio e longo prazos, vem as consequências.

Então, uma dica que eu dou: busque orientação de um profissional qualificado e faça exames periódicos. Cada corrida é uma excelente atividade física, desde que seja realizada de forma correta e sob orientação. Bora nos cuidar!!!

E você, vai correr ou sair correndo?

Prof. Pedro Paulo Duarte Souza
Especialista em Treinamento Esportivo pela UFMG
CREF 008002-G/MG, Tel:  (32) 9982-9309
personal.pedro.paulo@gmail.com
* Referências: Livro Corrida: Teoria e Prática do treinamento (Janeiro de 2009, ed. Phorte)
CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo e Vo2Pro Metodologia do Treinamento Esportivo
** Imagem de capa: Reprodução: Health Everyday

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *