Em clima de romance, casais juiz-foranos são premiados em aquathlon no estado do Rio

* Priscila Oliveira ; Foto de capa: Divulgação/VidAtiva

Que a Região dos Lagos é um dos destinos preferidos dos juiz-foranos, até os fluminenses sabem. Porém, quando as cidades praianas passam de ponto turístico a locais para competições esportivas, a euforia fica ainda maior. Pensando nisso, dois casais locais tiraram o final de semana para unir tudo isso: passearam, namoraram e mandaram super bem entre as duplas mistas de uma prova de aquathlon pela Praia do Pontal, no paradisíaco município de Arraial do Cabo. A disputa, com 1.000m de natação e 2,5km de corrida, ainda levou os pares a dividirem a premiação geral da modalidade.

waguinho e fabiana - arq wagner nepomuceno

Casada com Wagner Nepomuceno há 21 anos, Fabiana Mendes se desafiar em dupla (Foto: arquivo pessoal)

Poder de convencimento

Casado há 21 anos, o nadador Wagner Nepomuceno conseguiu convencer a esposa, Fabiana Mendes, a encarar o desafio. De quebra, os dois ainda garantiram o lugar mais alto do pódio. “Na verdade, ela adora esporte – treina todo dia, corre, pedala e faz funcional, só não gosta de competir. Como eu já ia nadar uma prova sozinho, consegui convencê-la a fazer a outra comigo. Foi ‘coisa de marido’; meio na ‘forçação de barra'”, brincou.

Mesmo com a novidade em disputar algo juntos, a estreia da esposa foi bastante comemorada e ainda impulsionou a performance individual do atleta. “Acabou que deu certo, porque ganhamos o aquathlon e eu ainda fui 1º da minha faixa etária na categoria Master D da prova Classic (2.000m de natação). Apesar de ter me dito que foi ‘a primeira e única’, já estou começando a fazer a cabeça dela para ver se vai comigo numa próxima”.

Para Waguinho, como é carinhosamente conhecido entre os amigos, um dos pontos fortes para o bom desempenho ao lado de quem ama foi o companheirismo. “Ser um casal ajuda muito, porque a gente treina junto, e pela afinidade, por tantos anos de relacionamento. Um acaba querendo fazer seu melhor por causa do outro. A natação foi forte e sei que ela também se empenhou ao máximo na corrida. Sem contar que, em todo evento que eu participo, ela também está lá, me dando apoio”, ressaltou.

Um ‘like’ que deu certo

Comemorando o aniversário por 13 meses de namoro com o nadador e agora triatleta Jefferson Britto, a corredora Maressa Coelho não pensou duas vezes em aproveitar a oportunidade de competir ao lado de sua paixão. “Quando anunciaram a prova, eu queria fazer a corrida de 5km, mas pensei: ‘nunca fiz o aquathlon; que legal fazer revezamento’. Já tinha visto alguns casais ou duplas no Rei e Rainha do Mar e fiquei procurando alguém para nadar para mim, pois 2,5km na areia eu conseguiria correr. Como ele já ia fazer o Challenge (4.000m) e os dois horários não batiam, chamei e ele topou”.

maressa e jeffinho arraial 2 - arq maressa coelho

Jefferson Britto e Maressa Coelho se conheceram num aplicativo e agora dividem a paixão pelo esporte (Foto: arquivo pessoal)

Para ela, além da satisfação pessoal, a prova também foi uma forma de incentivar o companheiro aos treinos para uma temporada que está somente começando. “A gente treina junto e ele me incentiva muito no esporte, mas sou bastante ‘desencanada’ sobre essas coisas de competição, ao contrário dele. Balanceamos isso na prova. Foi um ‘treino de luxo’. Ele nadou muito bem, eu corri dentro do meu limite e foi muito bacana”.

O resultado dessa dobradinha foi o vice-campeonato da disputa e a alegria de dividir a premiação com os conterrâneos, ou melhor, apenas com Fabiana e Wagner, já que, no mesmo instante, Jefferson mirava e conquistava o título da categoria Expert B entre os concorrentes do Challenge, para alegria completa de Maressa. “Nos conhecemos por um aplicativo de relacionamento, mas só dei ‘like’ porque vi que ele era triatleta. No final das contas, ele começou a fazer minhas planilhas de treino online e só nos encontramos pessoalmente cinco meses depois. Gostamos um do outro, nos aproximamos e pudemos comemorar nosso aniversário de namoro em Arraial do Cabo. Nossa prova foi bem divertida e para entretenimento. Quero repetir outras vezes”, antecipou.

Concluindo a receita de um relacionamento que dá cada vez mais certo, a corredora elenca alguns ingredientes para o sucesso a dois. “A proximidade ajuda muito, além do entrosamento, carinho, felicidade e propósitos semelhantes. Sabemos dos nossos limites – ele é atleta; eu não. Com certeza, o Jefferson tem influência nesse meu envolvimento com o esporte. Adoro assistir às competições dele e, a cada dia que passa, fico mais apaixonada por esse universo”.

CLIQUE AQUI para conferir os resultados do Open Summer – Arraial do Cabo.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *