G10 Zona da Mata divulga regulamento da temporada 2020

*Reportagem: Priscila Oliveira

Circuito que tem agitado os entusiastas do esporte em toda a região, o Ranking de Corridas G10 Zona da Mata lança o Regulamento da temporada 2020. As normas vão nortear cada uma das onze etapas previstas no calendário desta segunda edição de disputas, marcada para começar no próximo dia 22, novamente com a Tradicional Corrida Rústica de Guarani. Faça sua inscrição!

A exemplo de Goianá, outros sete municípios continuam integrando o Ranking. Dona Euzébia, Rio Pomba e Descoberto são as novidades do calendário (Foto: Hugo Keyler/arq. Rumo Certo)

Segundo o idealizador do G10 e um dos responsáveis pela competição, Luiz Carlos Lanini, algumas mudanças prometem otimizar ainda mais o andamento das provas. “Fizemos alguns reajustes de concordância e em itens que pudessem dar margem para dupla interpretação. Deixamos tudo de forma bem clara. Porém, um dos pontos mais impactantes é que adotamos o tempo bruto, ao invés de tempo líquido. Essa é uma prática, inclusive, da Federação Mineira de Atletismo (FMA). Optamos por essa mudança porque os atletas estavam fazendo muita confusão sobre isso”, explica. Vale destacar que tempo bruto é aquele que começa a ser contabilizado assim que a largada é autorizada, incluindo o tempo gasto até a passagem pelo tapete de cronometragem.

“Outro ponto importante é que o atleta vai passar a pontuar tanto no geral quanto na faixa etária. Vai acumular pontos até o final do ano. Se estiver entre os cinco primeiros gerais, sai da faixa. Não haverá dupla premiação. Estamos com o regulamento bastante parecido com o de Juiz de Fora, porque a maioria dos atletas já estão acostumados com as regras de lá”, acrescenta Lanini. E reitera: “Pedimos aos participantes que, realmente, leiam o regulamento, para que não fique nenhuma dúvida”.

Cronograma, premiação e “bônus”

Além de Guarani (8km), Cataguases (7km), São João Nepomuceno (8km), Piraúba (7km), Bicas (7km), Goianá (7km), Coronel Pacheco (7km) e Chácara (11km) continuam integrando o Ranking da Zona da Mata – dessa vez, reforçado por Dona Euzébia (8,5km), Rio Pomba (7,5km) e Descoberto (7,5km). As provas acontecem entre os meses de março e novembro. Veja o calendário completo!

Organizadores e atletas encerraram a edição de estreia do circuito com cerimônia de premiação, em Guarani (Foto: Hugo Keyler/arq. Rumo Certo)

Sempre nas categorias masculinas e femininas, quem participar de pelo menos sete etapas estará apto a pontuar na classificação final da temporada, quando serão considerados os somatórios dos índices para efeito de premiação individual, por faixa etária, PCD (Pessoas com Deficiência) e equipes, com troféu e certificado. A exemplo de 2019, os cinco primeiros colocados gerais também serão contemplados com R$1.000, R$700, R$500, R$300 e R$200, respectivamente. Outro “bônus” a ser repetido é que os três melhores atletas ranqueados até dia 31 de outubro receberão cortesias da FMA para largar no pelotão de elite da Volta Internacional da Pampulha.

Com uma temporada inteira pela frente, Luiz Carlos antecipa a expectativa de todos os organizadores. “Provavelmente, vai aumentar muito o nosso número de inscritos, porque os corredores perceberam que agimos com seriedade e premiamos a todos conforme o combinado. A entrada de novos municípios também vai trazer uma força maior ao Ranking, porque é um pessoal bem comprometido. Já estamos sabendo da movimentação de outras equipes, que estão se preparando para participar com a gente. Então, o ponto principal vai ser administrar esses atletas que estão migrando para o G10. Parece que vai bombar”, encerra.

CLIQUE AQUI para ler o Regulamento do Ranking G10 Zona da Mata 2020.

* Desde a edição de estreia, o Rumo Certo é a mídia oficial de divulgação e cobertura fotográfica de todas as etapas do Ranking G10 Zona da Mata.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *