Teresópolis abre Fluminense de Corridas de Montanha com JF na disputa

* Reportagem: Priscila Oliveira ; Foto de capa: Dimitri de Igatu / Reprodução A Gazeta Fluminense

Depois de reunir um número cada vez maior de adeptos pelo Campeonato Carioca de Corridas de Montanha em 2014, Juiz de Fora volta a marcar presença na competição com atletas de destaque na edição passada e integrantes que reforçam o time de representantes locais na nova temporada. O primeiro desafio deles acontece neste domingo, 18, no Parque Natural Municipal de Teresópolis, na região Serrana do Rio de Janeiro.

Além de ser rebatizada como Campeonato Fluminense de Corridas de Montanha, a disputa volta ao local onde ocorreu a quarta etapa no circuito do ano passado, trazendo entre as novidades um trajeto de 22km (Meia) em meio aos já tradicionais percursos de 7km (Curto) e 15km (Longo). Segundo organizadores, os participantes consideram a prova de Teresópolis a mais completa do calendário – tanto por seu alto nível técnico quanto pela beleza do lugar. Subidas e descidas de serra, passagem por trilhas e travessia de rio estão garantidos no evento.

Clique AQUI para saber mais sobre a etapa de Teresópolis.

carioca de montanha teresópolis ida caju - arq pessoal

Campeão da faixa 25-29 Longo na última temporada, Caju quer ir além (Foto: arquivo pessoal / Carlos José Esteves)

Com sangue no olho

Campeão da faixa 25-29 Longo, Carlos José Esteves, o Caju (Corpo e Cia./ Minas Cell/ Lakshmi/ ACP Suplemento/ Raigiltec/ Grimaldo’s/ Rumo Certo), prefere não revelar sua estratégia para conquistar resultados ainda melhores durante o ano. “Minha estratégia é segredo, mas comecei com musculação e estou fazendo treinos específicos nos morros, me esforçando sempre, pois confio no trabalho do meu treinador e sei que o resultado vem com o tempo”, revela.

Para ele, apesar da experiência na prova de Teresópolis, onde terminou como 2º colocado geral na edição passada, tudo pode acontecer. “Estou preparado para o que vier, com sangue no olho”, brinca e complementa: “A expectativa é boa, mas tenho consciência de que comecei há pouco tempo, tenho que treinar muito e não existe corrida fácil. Todas são muito difíceis e tem atletas muito preparados”.

carioca de montanha teresópolis ida eloiso - arq pessoal

Eloiso André treina mais de 20km por final de semana para garantir boas performances até dezembro (Foto: arquivo pessoal)

Rumo ao Atacama

O colega Eloiso André (Clube Bom Pastor) pensa parecido, mas vai além. “Vou estrear nos 22km. Se é para brincar, vou sofrer direito… Estou com ‘dor de cotovelo’, porque fiquei em 4º na faixa 40-44 do campeonato, só premiaram os três primeiros e minha diferença para o 3º foi de apenas 86 pontos, o que equivale a um minuto e meio”, ironiza.

Em busca de “curtir mais a natureza”, o juiz-forano se dedica a desafios ainda maiores. “Vai ser tudo novo. Estou treinando bastante e pesado com os meninos do JF Mountain Club. Tenho feito distâncias longas todo final de semana, me preparando para a XC Run Búzios e o Mountain Do Atacama, no final do ano”.

carioca de montanha teresópolis ida paulo sérgio - arq pessoal

Campeão por faixa na Meia Internacional de BH, Paulo Sérgio Araújo estreia no Campeonato (Foto: arquivo pessoal)

De olho na faixa

Entusiasta das provas “trail run” e apaixonado por trilhas e montanhas, o corredor ubaense Paulo Sérgio Araújo (Super Amigos), que mora em Juiz de Fora, estreia no Fluminense levando a experiência adquirida em pelo menos três etapas do circuito XTerra.

“Escolhi o percurso Longo. Alguns amigos fizeram essa etapa no ano passado e falaram bem dela. Imagino muita subida, trilhas e sei que uma parte passa num riacho na serra. É difícil prever resultado, mas sempre busco estar entre os três da minha faixa etária (50-55) e trazer um troféu para a nossa cidade”, antecipa.

carioca de montanha teresópolis ida aline - hugo keyler

Para Aline Cabral, Teresópolis dá início a um novo ciclo de provas durante o ano (Foto: Priscila Oliveira)

Atrás de novidade

Quem também participa pela primeira vez do Campeonato é a niteroiense Aline Cabral (SaúdePerformance / #correndocomasamigas), esportista que, com apenas um ano de corrida, realizou a meta de concluir o Ranking local e ainda deixou suas marcas em disputas por Ibitipoca, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. “Gosto de corridas que me desafiam, e esses 22km nas montanhas me deixaram bastante animada – assustada também. Já estou perdendo o sono, imaginando o dia da prova. Perdi um pouco o ritmo dos treinos no final do ano e Teresópolis veio justamente para me forçar a voltar ao foco”.

Considerando a si mesma alguém que não resiste a qualquer possibilidade de correr, ela já sabe o que esperar da Meia. “Muitos amigos falaram que é uma prova muito difícil, me aconselharam a não fazer os 22km e acabei desistindo de procurar saber mais detalhes para não me impressionar muito. Tenho certeza de que é um lugar incrível e que a vista vai compensar. Quando o desafio é grande, só vou com a cabeça e as pernas preparadas para completar o percurso, mas me conheço e sei que, na hora, o lado competitivo vai falar mais alto”, antecipa.

carioca de montanha teresópolis ida thais - arq pessoal

Empolgada com uma nova experiência, Thaís Matta estreia na competição e nas corridas de montanha (Foto: arquivo pessoal)

Espírito competitivo

Inspirada nos amigos Paulo Sérgio Araújo e Aline Cabral, Thaís Matta (#correndocomasamigas) engrossa a lista dos representantes de Juiz de Fora enquanto tem sua primeira experiência nesse tipo de competição. “Já era doida para fazer uma prova assim, com visual legal e na montanha. Sei que vai ter muita subida, mas também tem a altitude. Lá é bem alto e isso dificulta um pouco a respiração. Mas, a dificuldade vai compensar, por ser muito bonito”. Para enfrentar os 15km de trajeto até a linha de chegada, ela não abre mão das próprias expectativas.

“Tenho um espírito competidor e creio que todo corredor também tenha, nem que seja um pouco. Não treinei muito, voltei do ano novo e não peguei o ritmo que deveria, mas espero fazer uma boa prova e, sem dúvida, quero pódio, apesar de achar que esse não seja o momento”, finaliza.

 

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *